2017/08/14

SpaceX vai levar supercomputador para a ISS


O poder de computação a bordo da ISS vai aumentar drasticamente com o envio do primeiro super-computador criado para avaliar o seu funcionamento no espaço por longos períodos de tempo.

Muitas pessoas poderão ficar chocadas com o facto de a maioria dos computadores que enviamos para o espaço serem praticamente "obsoletos" quando comparados até com um simples smartphone. O problema é que o ambiente espacial, fora da amena protecção dada pela nossa magnetosfera e atmosfera, é bastante hostil para os equipamentos electrónicos, com elevadas doses de radiação que podem por em risco o funcionamento de qualquer computador. Isso faz com que o hardware espacial tenha que ser feito especificamente para essa função, com preços ultra-dispendiosos (um CPU destes, milhares de vezes mais lento que o de um smartphone topo de gama, pode custar 200 mil dólares ou mais).

Mas a NASA vai tentar uma nova táctica, usando este novo Spaceborne Computer da HP, que vai avaliar que tal se comporta hardware relativamente standard no espaço, apostando no software para tentar detectar e compensar problemas que possam ser causados pela radiação. Por exemplo, ao detectar eventos problemáticos (como tempestades solares) o computador poderá reduzir a velocidade para minimizar o impacto das cargas energéticas e potenciais danos.

A ideia é que este computador consiga funcionar de forma fiável durante um ano, permitindo avaliar se realmente será viável utilizar hardware comum no espaço por longos períodos de tempo - algo que poderá vir a ser essencial para as futuras missões tripuladas a Marte, que seguramente desejariam poder levar consigo computadores capazes de processar informação em tempo útil.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]