2017/08/14

Waymo patenteia automóveis que podem mudar a rigidez para proteger peões


Os carros autónomos terão todo o tipo de sensores que tentarão evitar acidentes, mas a Waymo (Google) quer ir mais além e já está a pensar em carros capazes de ficar mais "moles" para amortecer qualquer embate com pessoas e reduzir a possibilidade de ferimentos.

A concepção de automóveis já tem em conta a possibilidade de atropelamento e tenta minimizar os riscos dessa eventualidade, mas o que é certo é que não será muito agradável ter que lidar com chapa e metal que viajem em nossa direcção a dezenas de quilómetros por hora. Daí que a proposta da Waymo é que, em vez de depender apenas de zonas rígidas de deformação programada, o carro tenha a capacidade de mudar a rigidez dinamicamente de vários painéis, o que permitira amortecer qualquer embate com peões ou animais.

Muito possivelmente, é tecnologia que nunca necessitará de ser implementada, caso os carros autónomos consigam efectivamente evitar os acidentes para níveis "inexistentes". Mas, assumindo que se começa a dar mais valor às vidas humanas que ao design dos automóveis, não me surpreenderia se isto viesse a tornar-se comum para automóveis autónomos concebidos para circular no interior de cidades e outras áreas densamente povoadas.

... Para além de que, para viagens mais longas, poderíamos apanhar um avião ou um hyperloop... :)

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]