2017/09/07

Apple depende da Samsung para o ecrã do iPhone 8 e isso fica-lhe caro


A Apple vai finalmente dar o salto para os ecrãs AMOLED no iPhone 8, mas esta é uma medida que lhe sairá caro... embora esse custo (e mais) vá ser transferido para os consumidores, já que este será o mais caro iPhone de sempre.

O iPhone 8 irá recorrer a um ecrã sem margens que conta apenas com um pequeno recorte no topo do ecrã, mas igualmente importante é o facto de abandonar os habituais LCDs e passar a usar um ecrã Super AMOLED. Não se pode dizer que seja novidade, considerando que nos últimos anos os ecrãs AMOLED têm superado todos os LCDs (o que equipa o Galaxy Note 8 voltou a ser considerado o melhor ecrã de sempre - demonstrando bem o ponto que já se atingiu) e que o principal problema da Apple não seria uma questão de "se" iria usar OLEDs, mas apenas a questão de esperar que atingissem um nível de qualidade adequado e encontrassem um fabricante capaz de os fornecer no volume necessário.

Foi algo que se tornou possível para o iPhone 8, mas isso também deixa a Apple numa posição algo incómoda, pois de momento a Samsung é o único fornecedor com capacidade para isso, o que deixa a Apple completamente dependente deles para este componente, e igualmente sem grande margem de manobra para negociar preços. Os analistas estimam que este ecrã AMOLED custe entre $120 e $130, o que representa o dobro do que custa o ecrã dos iPhones anteriores.

É sabido que a Apple tem incentivado que outros fabricantes comecem a produzir ecrãs OLED em volume, e muitos estão em processo a de preparar novas linhas de fabrico. Mas isso é algo que pode demorar anos até começar a dar frutos (para não falar da questão de se atingir o nível de qualidade que será exigido) pelo que, até lá, a Apple continuará dependente da Samsung... e que mantenha o ecrã OLED exclusivo para o iPhone 8. Quando começarem a surgir mais fabricantes e os custos baixarem, será lógico que os ecrãs OLED se estendam a toda a gama.

... A grande incógnita é saber se a Apple irá conseguir surpreender com a revelação de que conseguiu integrar um sensor Touch ID no ecrã... algo que parece ser pouco provável, mas que ainda poderá vir a acontecer. Saberemos daqui por poucos dias, pois a apresentação do iPhone 8 está marcada para o dia 12 de Setembro.

3 comentários:

  1. Diz o "Exame Informática":
    "A Apple está, assim, muito interessada em arranjar um segundo fornecedor para os ecrãs OLED e, segundo o Korea Economic Daily, já investiu mais de 2 mil milhões de dólares na LG para assegurar uma parceria futura neste campo".
    De facto a Apple costuma fugir ao fornecedor único (logo que pode).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... lá para 2019 :)
      http://appleinsider.com/articles/17/09/07/lg-unlikely-to-enter-iphone-oled-supply-chain-before-2019

      Eliminar

[pub]