2017/10/02

Google abandona "First-Click Free" para os jornais


A Google está numa posição em que já não se pode dar ao luxo de arreliar os sites noticiosos, sob pena de ver o seu poder ser ainda mais restringido por legislação europeia; e por isso passa a dar aos editores maior controlo sobre como querem que os seus resultados apareçam nas pesquisas.

Há cada vez mais sites noticiosos que recorrem às "paywall", que permitem aos visitantes lerem um determinado número de notícias por dia / semana / mês, mas direccionando-os para um pedido de pagamento ou subscrição caso queiram ler mais que isso. No entanto, para aparecerem nos serviços da Google, eram obrigados a aceitarem o sistema First Click Free, que exigia a disponibilização de 3 artigos gratuitos por dia- no mínimo. Coisa que agora deixa de acontecer.

A Google volta a deixar na mãos dos editores a definição das regras que bem entenderem, quer queiram disponibilizar três artigos, mais do que isso, ou até apenas um ou nenhum. Garante também que os sites não serão penalizados mesmo que não permitam ler nenhum artigo gratuitamente e, a médio prazo, disponibilizará também um sistema de paywall que facilitará a sua implementação por parte destes sites - tratando de todas as questões de pagamentos, etc.

Este último passo poderá ser importante para todas aquelas pessoas que até já vão fazendo compras de apps e conteúdos digitais, mas que perante a perspectiva de criarem novo registo e lidarem com um serviço de pagamentos desconhecido para aceder a um site, optariam pela coisa mais simples de "fechar a página" e procurar outro site. Se puderem aceder aos conteúdos com um simples toque, tal como fazem com outros conteúdos nas suas "stores"... é bem mais provável que possam aceitar fazê-lo.

2 comentários:

  1. Não compreendo é como a Google não mandou os jornais todos às urtigas e criaram eles mesmos uma agência noticiosa Europeia e mantinham toda a gente dentro da Google no que se referi-se a notícias.
    Quanto às outras publicações claro que tinham ligações para as páginas iniciais mas nada mais, para não dizerem que andam a ganhar dinheiro à custa do trabalho dos jornais.
    Ia ser um sucesso para a Google, e os jornais ficavam todos contentes porque deixavam de lhes furtar notícias. Era bom para todos. Quem não quisesse-se notícias da Google visitava o jornal online da sua preferência e pagava se fosse caso disso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim porque é muito boa ideia ter todas as notícias controladas por uma entidade.

      Eliminar

[pub]