2017/11/23

Bélgica quer banir "loot boxes" dos jogos


A praga das loot boxes nos jogos tem sido usada e abusada até à exaustão, mas a ganância dos estúdios fica agora posta em causa, com a Bélgica a considerar que este sistema é considerado "jogo de azar" e por isso terá que ser removido dos jogos que forem acessíveis a menores de idade.

Há muitos jogos que têm recorrido ao sistema das loot boxes, em que os jogadores compram "caixas" sem saber o que contêm, esperando obter alguns dos items "raros" que lhes darão alguma vantagem no jogo. No entanto, ultimamente há jogos que têm levado isso ao extremo - sendo que ainda recentemente se teve o caso do Star Wars Battlefront II, que também quer que os jogadores paguem ainda mais, para terem acesso ao jogo que já compararam.

Curiosamente (ou nem por isso) as entidades que deveriam tratar da classificação dos jogos, a ESRB nos EUA e a PEGI na Europa, nada fizeram quanto a esta ofensiva clara e abusiva perante os jogadores; tendo agora o caso chegado à comissão de jogos na Bélgica, que determinou que este sistema das loot boxes deve ser considerado "jogo" (de azar).

É uma classificação que os estúdios têm tentado evitar, dizendo que estas caixas contêm sempre elementos "utilizáveis" pelos jogadores, pelo que não é uma questão de sair ou não sair algo, mas sim apenas que tipo de coisa lhes poderá sair. Mas a comissão de jogos entende que, se é algo que se paga e que está dependente de probabilidades, então é jogo, e por isso não é permitido a menores.

Esta posição não é única... também o Hawaii tem considerado este sistema como altamente prejudicial para os jovens, incentivando o vício do jogo, e também ele pretende, a par de outros estados norte-americanos, proibir a sua utilização em jogos para menores.

... Espero bem que consigam, de ambos os lados do Atlântico. Já era tempo dos jogos voltarem a ser coisas que os consumidores compram e usufruem, sem estarem constantemente a ser aliciados para gastarem mais e mais dinheiro nisso.



3 comentários:

[pub]