2018/01/01

China suspende produção de 553 modelos de automóveis por consumo excessivo


Se nalguns países se vai falando em amenizar as restrições sobre as emissões poluentes para facilitar a vida aos fabricantes, a China mostra que não está para "conversas" e avança com medidas efectivas, que já levaram ao cancelamento da produção de mais de meia centena de modelos.

A China entra em 2018 com menos 553 modelos de automóveis disponíveis, por culpa da entrada em vigor da nova legislação que aperta ainda mais as regras em termos de consumos e emissões poluentes. A medida afecta tanto os fabricantes locais, incluindo modelos da Chery e Dongfeng Motor Corporation, como as parecerias com os fabricantes ocidentais, como a FAW-Volkswagen e Beijing Benz Automotive.

A China é um dos países que mais sofre com problemas de poluição atmosférica e que, por isso, tem interesse em acelerar a transição para veículos não poluentes. Embora ainda não tenha sido oficializada uma data, espera-se que em breve a China anuncie quando é que pretenderá proibir a venda de automóveis com combustíveis fósseis - e que seguramente não será tão distante quanto a data de 2040 já anunciada por alguns países europeus.

Por agora, os chineses ficam com a garantia assegurada de que poderão continuar a desfrutar de um desconto na aquisição de carros eléctricos até final de 2020.

... Por essa altura, faltará saber se teremos Tesla Roadster a tempo de aproveitar este desconto... :)

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]