2011/04/08

Apple encomenda 12 Petabytes

O dia das "petas" já passou, mas a Apple parece estar cada vez mais próxima de poder concretizar aquilo que já se espera há algum tempo: a existência de um iTunes na "cloud", que permita a qualquer utilizador lá guardar as suas músicas e filmes, e aceder-lhes de inúmeros equipamentos diferentes.

Para se ter uma ideia da magnitude de algo deste tipo, esta notícia refere que a Apple encomendou 12 Petabytes (ou seja, 12 mil Terabytes) - embora não seja especificado se este espaço será efectivamente usado para este fim.

Lembram-se dos racks de 45 discos da BackBlaze?
Se usassem discos de 2TB, significaria que cada gaveta destas levaria 90TB.
Portanto seriam necessárias mais de 11 racks para um único Petabyte.

Para os 12PB prentendidos, seriam necessários mais de 133 racks Backblaze!
(E não esquecer ainda a necessidade de backups e redundância... que quando algo falha a este nível, são logo Terabytes em risco de terem ido à vida!)

Outro cálculo curioso: considerando que dificilmente todos os discos estarão em actividade simultaneamente, e assumindo um consumo médio de 2W por disco: estamos a falar de 12 mil watts só para alimentar todos os discos... que rapidamente poderia chegar a quase 40 mil watts, caso estivessem todos em actividade ao mesmo tempo.

7 comentários:

  1. Posso fazer uma pequena correção?

    É que 12 Petabytes não é o mesmo que 12 mil Terabytes. É mais um bocadinho. É o mesmo que 12 x 1024 Terabytes.

    No universo digital, como é este de que estamos a tratar, a numeração usada não é decimal, mas sim binária. Isto é, os prefixos Kilo, Mega, Giga, Tera, Peta, Exa, etc. correspondem a potências de 2 e não a potências de 10. Assim:

    1 Kbyte = 2^10 = 1 024 bytes
    1 Mbyte = 2^20 = 1 048 576 bytes
    1 Gbyte = 2^30 = 1 073 741 824 bytes
    1 Tbyte = 2^40 = 1 099 511 627 776 bytes
    1 Pbyte = 2^50 = 1 125 899 906 842 624 bytes

    Portanto, 12 Pbytes são... são... É só fazer as contas, como dizia o Guterres.

    ResponderEliminar
  2. @Fernando

    Isso daria motivo para uma longa "telenovela".

    Eu também sou apologista de usar esta nomeclatura com o sistemas de base 2, mas infelizmente, há muito que isso foi subvertido. Basta veres o que é dito na Wikipedia quanto ao Gigabyte:

    Gigabyte (símbolo GB) é uma unidade de medida de informação que equivale a 1 000 000 000 bytes (segundo SI) ou 109 bytes.
    Dependendo do contexto, pode representar 230 = 1 073 741 824 Bytes ou 1024 Megabytes (Mb). Para a evitar esta ambiguidade, foi recentemente introduzido o múltiplo Gibi que permite a utilização do termo Gibibyte para designar a quantidade de informação correspondente a 230 Bytes

    Uma vez que não me "ajeito" a usar o nono "gibibyte", vou continuar a usar o "giga" como dando para ambos os casos... :)
    (E a culpa é dos fabricantes dos discos, que arredondaram para os "1000" para parecer que tinham mais "gigas"! ;)

    ResponderEliminar
  3. Carissimos... Um 1 Pbyte = 2^50 bytes sempre....
    Por marketing e companhias e que os fabricantes de discos fazem a base 10 e nao a base 2.

    Basta olharem para todos os outros componentes de pc e afins e validam isso.

    Ninguem compra um computador com 4000Mb de memoria. ;)

    ResponderEliminar
  4. @Anónimo

    Segundo o SI, estarias errado.

    Petabyte=Unidade de medida de informação que equivale 1 PB equivale 1.000.000.000.000.000 Bytes (segundo SI) mas comumente se usa como sendo 1 PB = 1 125 899 906 842 624 Bytes (o certo seria Pebibyte...)

    ResponderEliminar
  5. Desculpa insistir mas,....

    o teu PB e PiB e nao PB.

    ResponderEliminar
  6. http://en.wikipedia.org/wiki/Kibibyte

    Em binario como e o caso de tudo relacionado com computadores (ainda nao ha computadores decimais, mas so binarios), ........

    ResponderEliminar
  7. Os novo "kibi" foram inventados exactamente para tentar clarificar a situação. Mas na *realidade*, o "kilobyte" continua a ser o mais usado, e a significar 1000 ou 1024, conforme o contexto.

    ResponderEliminar

[pub]