2014/09/27

iPhone 6 Plus é mais resistente que iPhone 6 e HTC One M8 (mas menos que iPhone 5 e Note 3)


O caso bendgate continua a dar que falar, mas até ao momento tudo se tem resumido a pessoas que têm feitos os testes pelas suas próprias mãos sem que nos seja dada qualquer referência à força efectiva que é necessário fazer para empenar um iPhone ou os mais diversos modelos que têm sido sujeitos a idêntico tratamento. Algo que agora é feito pelo Consumer Reports, que pôs à prova diversos smartphones... mas de forma cientificamente correcta.

De pouco servirá aos consumidores saber que um qualquer smartphone se pode dobrar ou partir com as mãos, se fizermos força suficiente para isso. O que interessa saber é precisamente o valor da força necessária para deformar um equipamento, e é precisamente isso que a Consumer Reports nos mostra, num vídeo esclarecedor.

Os resultados falam por si e a não ser que achem que partir quatro lápis juntos é algo que conseguem fazer sem dificuldade, não deverão ter preocupações em empenar um iPhone 6 Plus propositadamente. Aliás, curiosamente o iPhone 6 Plus revela-se mais resistente à deformação que o iPhone 6, suportando 90lbs (cerca de 41Kg) de pressão face às 70lbs (31Kg) do modelo mais pequeno (e também do mais recente HTC One M8, que não parece preocupar os utilizadores quanto à sua "fragilidade").


Mas de qualquer forma, há modelos que se revelam bem mais resistente, como o iPhone 5 e LG G3, que suportam pressões de 130lbs (cerca de 59Kg), ou o Galaxy Note 3 que chega às 150lbs (68Kg) - mais do dobro da força necessária para empenar um iPhone 6 ou um HTC One M8.

Igualmente incrível é a capacidade que se estes smartphones têm para continuar a funcionar mesmo depois de terem sofrido danos consideráveis devido a estes empenos - e também verificar que em muitos deles, o ecrã continua aparentemente intacto e funcional. :)

15 comentários:

  1. Eu gosto mais de ver o teste prático:
    http://youtu.be/gJ3Ds6uf0Yg

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais testes práticos do mesmo moço. Curiosamente, não dobrou o HTC M8 nem o iPhone 6 que os testes do Consumer Report dizem que é mais fraco que o Plus.

      Há qualquer coisa no jogo de mãos que não me convence. Mas gostava de ter uns tantos phablets para experimentar :)

      http://androidcommunity.com/bendgate-continues-iphone-6-one-m8-new-moto-x-lumia-1020-20140925/

      Eliminar
    2. O teste do Consumer Reports é interessante mas como quem fez esse vídeo demonstra basta ser um problema estrutural num ponto específico e aplicando pressão nesse ponto específico leva a esse resultado. Algo que passa despercebido no teste do Consumer Reports.

      E de facto pode ser algo que não se repare uma vez ou duas, mas tendo o telemóvel durante anos existe sempre a probabilidade de acontecer algo que o dobre.

      Mas as pessoas gostam da Apple, querem comprar iPhones, façam favor. Agora que percam a percepção de que são os melhores produtos do mundo porque não são.

      Eliminar
    3. "Agora que percam a percepção de que são os melhores produtos do mundo porque não são."

      A Apple tem destas falhas porque se arrisca a ir mais longe...

      No caso do iPhone 4, foi o primeiro telemóvel com as antenas a fazerem parte da própria estrutura...

      No iPhone 6, não vês nenhum telemóvel no mercado com 6.9mm e 4.7" ou 7.1mm e 5.5", e corpo de metal.

      Compara com o HTC M8: 10.6mm de espessura para a versão de 4.5", 9.9mm de espessura para a versão de 5.0"... e no entanto, não é melhor que o telemóvel da Apple de 6.9mm

      Os outros também têm falhas, só que ninguém fala, nem quer saber...

      Eliminar
    4. Epá, eu não vou entrar aqui a discutir se é bom ou não. Tudo o que a Apple fez já outros fizeram e essa de me vires com medidas de ecrãs. Sabes como conseguem isso? Porque os iPhones têm bezels GIGANTESCOS. Vai ver as dimensões reais dos aparelhos em vez de me vires com medições de ecrão que não dizem nada.

      O iPhone 6 Plus é maior que o Note com um ecrã mais pequeno, e que o G3 que tem um ecrã do mesmo tamanho nem se fala. O mesmo a dizer do iPhone 6. Compara com o Galaxy Alpha e com o Z3 Compact e depois vem falar.

      Se é bom para ti, óptimo mas percebe que não passa de um smartphone e que não se destaca em NADA da concorrência. A única vantagem que tem é que é o único a usar iOS. E aí existem méritos sobre o Android e vice-versa.

      Eliminar
  2. Só testaram 1 de cada... eu nos meus laboratórios de física fazia pelo menos 3 testes de cada (de o que quer que fosse que estava a testar) e os resultados eram a média. Ainda não vi ninguém a pôr a hipótese de alguns dos aparelhos terem defeito mas que por acaso não foram apanhados nos testes de qualidade, o que também acontece.

    Mas pronto, se os telemóveis só estivessem a dobrar quando um gajo realmente está a tentar isto era muito estúpido, mas houve pessoal que ficou com o telemovel dobrado no bolso, e isso é inadmissível. No entanto, é um caso que só devia ter dado tanta tinta a escorrer caso a apple não substituísse os telefones, mas acho que simplesmente substituíram.

    Tamos com falta de notícias tecnológicas parece-me. :P

    ResponderEliminar
  3. São possíveis outros tipos de testes de resistência.

    Este em concreto apoia o smartphone em dois pontos e ao meio aplica força. O iPhone 6 deformou-se com o peso de 8 garrafões de água (40kg) e o 6 com 6 garrafões e tal (32,7kg).

    Conclui o Consumer Report, que nestas coisas não costuma ser meigo, que em uso normal não têm problema nenhum. Cá por mim os que dizem que se deformou no bolso sentaram-se em cima deles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O vídeo do post, sem flash, no YouTube

      https://www.youtube.com/watch?v=Y0-3fIs2jQs

      Eliminar
  4. Pois, os 2 mais fracos são os que usam caixa de aluminio... continuo a dizer que deixem-se de belezas e usem os materiais que melhor se adequam para o efeito.

    De qq forma o HTC tem a parte de trás curva que lhe dá maior resistencia, mas aquele ponto de apoio central que usam neste teste deve ser duro e vinca ali fazendo muita pressão numa zona mais pequena, ou seja não distribui a pressão por toda a largura do telemovel, por isso pode dar um resultado inferior ao iphone e na realidade ser o contrário.

    ResponderEliminar
  5. Não se enganem a vocês mesmo...

    ResponderEliminar
  6. O verdadeiro teste, como diz correctamente o unbox theory linkado acima, vai ser o uso real ao longo do tempo. Neste momento até imagino que a maioria das pessoas anda com cuidadinho extra ao meter aquele "monstro" no bolso, mas daqui a 1 mês já ninguém se lembra e depois é que se vai ver.

    ResponderEliminar
  7. É assim, dizer bem da Apple, não dá cliques, dizer mal do Android, dá direito a "unsubscribes", porque é que a maioria dos youtubers são nitidamente anti-apple?

    Antes do iPhone sair, esse, e mais outros, fizeram logo um vídeo a gozar com o iPhone, confiança? Zero, para mim...

    Então essa do HTC One, que depois vai-se a ver nos testes, e afinal vai ao fundo mais depressa (case separation) que o iPhone 6, enquanto que o homem do boné diz que é "indobrável", assim como MKBHD... pois...

    Dobrar o iPhone com as mãos? Claro que dá, isto, se aplicarmos a força no ponto certo, e se ajudarmos a torcer um bocadinho, sim...

    Mas essa força toda no bolso? Opá, têm um tablet de 5.5" (e um dos maiores para a tela), primeiro, é má ideia sentar-se com um no bolso seja de que marca for...

    Quanto ao Consumer Reports, são os mesmos gajos que denunciaram o death-grip do iPhone 4...

    ResponderEliminar
  8. Devo dizer que já encomendei um iPhone 6 e só hoje peguei no 6 e no Plus.

    Com a polémica, a questão da dobra não me impressionou, mas impressiou-me as múltiplas referências ao "tamanho enorme do Plus". Convenci-me que não podia usar o Plus no bolso, por isso a escolha estava feita.

    Hoje coloquei o Plus no bolso (disse antes à empregada da loja, para não se assustar) e cabe perfeitamente. É verdade que eram bolsos de jeans, assim para o grande, mas cabia bem.

    Não há dúvida que o Plus é grande, comparado com o 6 (este, nem se nota grande diferença em relação ao anterior). Mas, para quem não tiver bolsos pequenos, convém experimentar, porque partir do princípio que o Plus não cabe no bolso não é verdade.

    ResponderEliminar
  9. "Ponto fraco" junto aos botões de volume. Má qualidade de construção. O "outro tipo" dobrou-o parecia plasticina. Como disse um user em cima, não atirem areia prós vosso olhos...

    ResponderEliminar

[pub]