2015/04/28

O que é o TCP/IP?


É inevitável que quem se aventure pelo mundo da Internet mais cedo ou mais tarde se depare com um tal de TCP/IP. Afinal, o que é isso e para que serve?

Hoje em dia consideramos a Internet como uma coisa natural e que sempre existiu, mas a verdade é que se trata de um autêntico milagre tecnológico. Antes da "internet", o conceito de rede assentava em sistemas proprietários, criados quase "caso a caso" para cada equipamento específico, e onde cada um deles falava a sua própria linguagem. Uma rede de um computador para outro num escritório utilizaria um protocolo, mas se se quisesse falar com outro noutro ponto de planeta, seria necessário recorrer a outros protocolos concebidos para outros canais de comunicação (como satélite, por exemplo)


O TCP/IP (Transmission Control Protocol / Internet Protocol) veio revolucionar esse conceito, propondo um protocolo capaz de comunicar entre todo o tipo de redes.


As redes funcionam como um conjunto de camadas, que vão desde a parte física (cabos de cobre, fibra ópica, sinais de rádio, etc.) na parte mais baixa, passando pela capacidade de localizar os dispositivos, de conseguir comunicar com eles, e dos serviços que disso tiram partido. É algo que podemos equiparar às chamadas telefónicas para uma mais fácil compreensão.

Ao fazemos uma chamada telefónica, temos o meio de comunicação - que pode ser um telefone com fio, ou rádio-frequência num telemóvel - temos a capacidade da rede de saber direccionar a chamada para o número de destino; e por fim temos a capacidade de falar e escutar, mas que por si só não garante que as pessoas se entendam: uma pessoa poderá estar a falar português, a outra poderá estar a falar chinês. Para que tal aconteça, têm ambas que falar uma língua que entendam mutuamente, que é precisamente o que também acontece com os protocolos na internet.


Mas então o que tem o TCP de especial?


O TCP é um protocolo que é bastante interessante, pois toma a seu cargo toda a gestão de garantir que os dados cheguem ao destino (com a ajuda do "IP"), independentemente de passarem por dezenas de pontos intermédios. O processo como o faz consiste em dividir os dados em pedaços mais pequenos, que são colocados em pacotes endereçados ao destino (juntamente com mais informação adicional). Esses pacotes são enviados para a rede, saltando de router em router em direcção ao seu destino.

Não se deixem enganar pela aparente simplicidade do processo. É que a rede é uma entidade dinâmica, e pode dar-se o caso de cada pacote seguir um percurso diferente, fazendo até com que um pacote "do fim" chegue ao destino antes de um pacote "do início" que tenha seguido um caminho mais longo ou mais lento. É o protocolo TCP que se encarrega que no destino todos esses pacotes sejam colocados na ordem devida e validados para garantir que está tudo como devia.


Nada mau para um protocolo originalmente idealizado em 1974 por Vint Cerf e Bob Kahn - um ano em que o último grito da tecnologia consistia no recém-lançado CPU Intel 8080, a funcionar a 2MHz e com a capacidade de endereçar 64KB de memória.


Se estiverem com vontade de aprofundar um pouco mais o que é o TCP/IP de forma visual... deixo-vos com o vídeo que se segue:

1 comentário:

[pub]