2020/02/17

App Store quer acabar com descrições de actualizações genéricas


A Apple parece querer acabar com as descrições genéricas que acompanham as actualizações das apps na App Store, pedindo aos developers que usem informação mais relevante e informativa.

O iOS tem relegado as actualizações das apps para locais cada vez mais escondidos, optando por promover a confiança nas actualizações automáticas feitas durante a noite. Ainda assim, haverá muitos utilizadores que não deixarão de espreitar essa secção regularmente para verem que novidades essas actualizações poderão ter trazido. E são precisamente esses que mais "sofrem" quando se deparam com descrições genéricas, do estilo "melhoramos regularmente a app para que fique melhor" que são mantidas há meses, ou anos.

No entanto, a Apple tem estado a contactar developers e a indicar que não será adequado usar esse tipo de descrições genéricas no texto da actualização.


Em vez disso a Apple recomenda que os developers indiquem expressamente que alterações foram feitas - embora, ainda assim, permita que alterações pouco substanciais sejam simplesmente descritas como "correcções de bugs e melhorias no desempenho"... o que acaba por se tornar quase num sinónimo daquilo que dizem querer combater.

Seja como for, alguns developers já disseram que esta política é mais uma das que apenas parece ser aplicada aos developers mais pequenos, e que grandes developers (como o Facebook) continuam a fazer aquilo que bem lhes apetece sem qualquer repercussão. E a verdade é que praticamente todas as apps do Facebook - mas não só - recorrem ao mesmo texto genérico das "melhorias regulares" sem qualquer indicação detalhada há anos, e parece que assim continuarão a fazer.

3 comentários:

  1. Esperemos que essa norma também seja transposta para a loja da Google.

    ResponderEliminar
  2. É uma recomendação apenas, portanto é opcional e não vejo nada a mudar.

    ResponderEliminar
  3. Eu tenho as actualizações automáticas desactivadas precisamente para (tentar) ver as alterações feitas às apps e é frustrante levar 95% das vezes com o "Bug fixes and performance improvements" da praxe.

    ResponderEliminar

[pub]