2020/05/01

Internet Archive está a perpetuar desinformação eliminada da web


O Internet Archive faz um trabalho único, ao querer preservar todo o conteúdo na web para a posteridade, infelizmente isso também pode ser abusado para perpetuar o acesso a desinformação já removida dos sites onde originalmente foi publicada.

O Wayback Machine do Internet Archive funciona como um retrato da internet, guardando as diferentes versões de sites e páginas e facilitando o processo de ver as alterações que sofreram ao longo do tempo. Isso faz com que também mantenha um backup de páginas que entretanto foram eliminadas... e isso tanto pode ser usado para o bem como para o mal.

Se por um lado este arquivo da Internet pode ser a última salvação de quem necessita de aceder à informação de um site que entretanto já encerrou; por outro lado tem sido abusado de forma bem menos cívica para disseminar desinformação e teorias da conspiração que já foram removidas ou bloqueadas. Nalguns casos, o facto de ser um link do Internet Archive até permite que escape a sistemas de verificação de factos / spam, facilitando a sua viralidade.


Num dos casos analisados, um post de desinformação sobre o Covid-19 que tinha obtido apenas 6 mil interacções e 1200 partilhas no Facebook, viu a sua cópia no Internet Archive ascender a mais de 1.6 milhões de interacções e 310 mil partilhas - o que é bastante elucidativo.

Infelizmente, não há solução fácil para o problema, já que tudo isto se combate apenas de uma única maneira: através da educação. É necessária fomentar desde cedo o espírito crítico e os métodos científicos, de alertar para que não se deve acreditar cegamente em tudo o que se vê / lê / ouve, na internet ou em qualquer outro meio. Só assim se poderá criar uma sociedade que saiba distinguir entre fontes que mereçam a sua confiança... e reconhecer quando está perante "teorias" que não passam de loucas fantasias amplificadas por quem vive à margem dos factos (sim, como os "terra-planistas").

1 comentário:

  1. Eis a exceção que necessita de uma (nova) regra: nem tudo o que o ser humano publicou na internet merece ficar para a posterioridade.

    Geralmente, o lixo joga-se fora.

    ResponderEliminar

[pub]