2014/08/31

Um ano sem privacidade [Kickstarter]


Ainda no outro dia discutíamos quanto vale a privacidade, e eis que no Kickstarter surge uma campanha bem a propósito deste tema: de um activista anti-privacidade que quer mostrar a sua vida 24h por dia durante um ano.

Noah Dyer lançou uma campanha que vem ao encontro daquela questão recorrente: será que a privacidade não passa de uma ilusão no mundo actual? Será que seria melhor todos admitirmos que não há privacidade e, mais que isso, que não deveria haver? A sua proposta é transmitir a sua vida em directo, durante um ano. Sim, será algo ao estilo dos shows "Big Brother", mas onde aqui não haverá qualquer tipo de edição ou censura - nem mesmo quando ele for à casa de banho, ou... tiver companhia feminina.

Claro que há quem o acuse de estar a fazer isto para ganhar dinheiro para viver um ano "sem fazer nada", mas ele diz que o objectivo de 300 mil dólares será integralmente usado apenas para contratar uma equipa que possa filmar a sua vida a tempo inteiro (e que, de qualquer modo, todos poderão ver se ele está a usar o dinheiro indevidamente ou não, pois o objectivo é mesmo "não esconder nada"!) E curiosamente, caso o valor angariado chegue aos 700 mil, promete candidatar-se a um cargo político, onde manteria o mesmo sistema, para que todos pudessem ver o seu trabalho.

Ora... aqui está uma ideia que se calhar merecia ser explorada: e se para se assumir um cargo político se fosse obrigado a ter uma vigilância permanente, 24h por dia, que pudesse ser seguida por qualquer cidadão? Não seria uma excelente forma de evitar o tipo de situações altamente duvidosas que temos, e que nos fazem desacreditar por completo nos políticos que temos; e também de fazer com que a política fosse mais atractiva para todos? (Bastará olhar para o sucesso de programas "big brother" para imaginar a quantidade de pessoas que gostaria de ver o que os seus políticos favorito - ou menos favoritos - fariam no seu dia a dia!)


Infelizmente, parece que o mundo ainda não está preparado para tal coisa, sendo que a poucas horas do fim desta campanha, o valor angariado situa-se nuns reduzidos 1000 dólares. Parece que vamos ter que continuar a viver com a ilusão da privacidade (e onde a privacidade de uns será a moeda de troca de outros).

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]