2015/12/29

Apple passou o ano de 2015 em fase beta?


Não há empresas nem produtos perfeitos, mas mesmo com todo o sucesso que tem tido, o ano de 2015 parece demonstrar que a Apple começa a lançar cada vez mais produtos inacabados para o mercado, transformando os seus clientes em beta-testers.

Num mercado tão dinâmico como o actual, é praticamente impossível que um produto seja lançado em fase final. Quase garantidamente necessitará de um qualquer update entre o momento em que sai da fábrica e o momento em que chega às mãos de um comprador; nem que seja uma simples correcção para mais uma vulnerabilidade que entretanto tenha sido descoberta. Para sempre desapareceram aqueles tempos em que um telemóvel que se comprava assim permanecia "para o resto da vida"... e qualquer eventual bug passaria a fazer parte da sua maneira de ser (mesmo sabendo-se que a sua complexidade era menor, sem dúvida que isso fazia com que o controlo de qualidade fosse mais apertado, pois não havia a possibilidade "corrigir mais tarde" com uma actualização).

Mas no caso da Apple, o ano de 2015 parece ter estado repleto de produtos mal-concebidos e em fase beta. Dos MacBooks com uma única porta USB para tudo aos ratos e pencil que ficam em posições pouco recomendáveis enquanto são recarregados; ao Apple Watch que só começou a aproximar-se do prometido muitos meses depois do seu lançamento com o a chegada do watchOS 2.0; aos bugs que permanecem no software (o meu confiável iPhone continua a insistir em ligar-se ao hotspot mais afastado e com o sinal mais reduzido mesmo estando ao lado de um com o sinal no máximo); começam a ser coisas para as quais se torna cada vez mais difícil arranjar desculpa - e isto tendo também em conta de que estamos a falar de produtos que não têm preço "dos chineses" (que em muitos casos poderiam ajudar a desculpas certas falhas).

Estará realmente a Apple a perder o seu rumo e a deixar-se contagiar por fazer as coisas à pressa, confiando que no próximo ano os seus clientes voltarão a gastar muitas centenas de euros para comprar a nova versão actualizada do que quer que venham a lançar; e assim sucessivamente, ano após ano? E se assim for, até quando é que esta posição será sustentável?

Estarão os fãs da Apple dispostos a aturar todas as manias e deslizes da marca por tempo indeterminado? Isso é algo que cada um deles terá que decidir por si, mas parece-me que está mais que demonstrado que nem mesmo as mais tórridas paixões duram para sempre... Esperemos que em 2016 a Apple possa demonstrar um pouco mais de apreço por todos aqueles que lhes permitem somar lucros recorde, e lance alguns produtos que não pareçam ser uma autêntica provocação a quem prefere os seus produtos.

9 comentários:

  1. Produtos mal desenhados? Nein.

    1 Porta usb devido as dimensoes do portatil. Queres duas? Compra o MB Pro lol

    O caregador do magic mouse 2 esta na base do rato PRECISAMENTE para evitar o uso durante a carga, de modo a prolongar a longevidade da bateria.

    Nao sou apple fan boy, nem tao pouco um produto da apple tenho. Alias ate tenho, um iPod nano de 1900 e carqueja que odeio!!! Cada vez que quero adicionar um album novo tenho que fazer uma ginastica descomunal!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E qual a razão pela forma como se carrega o pencil?

      Eliminar
    2. Bruno, poderia dizer que "nos bons tempos da Apple", esse objectivo no rato seria implementar um circuito de carregamento que garantisse a longevidade da bateria mesmo estando sempre ligada a um cabo... e não com esta opção ridícula. :)

      Eliminar
    3. Tiago Aguiar, o pencil pode ser carregado outras formas. http://www.techinsider.io/apple-pencil-stylus-charging-adapter-2015-10

      Eliminar
    4. Ainda estão para sair os telemoveis e portateis que podem ser usados enquanto carregam. Lá chegará o dia :p

      Eliminar
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    6. LG,

      Por acaso não conhecia. Mas não é nada demais, somente o workaround óbvio e possível. De qualquer modo, só vem dar razão ao que escrevi, e principalmente ao Carlos. Acho que este artigo (e o original, do the verge) visam precisamente isto: só um produto beta é lançado para o mercado como o pencil foi. O mesmo para o rato, ou o MacBook com uma porta que serve para carregar/USB.

      Eliminar
    7. Mas o que é de "beta" tem o Pencil?

      A Verge é a máquina de propaganda da Microsoft?

      Já deram entrevista de charme ao Bill, ao Nadella, escrevem artigos tipo "Como é que que a MS vai salvar a Xbox", escrevem artigos tipo "A Apple não aprendeu nada com o Surface Pro", etc!

      É uma rebaldaria!

      Têm o descaramento de comparar o número de utilizadores do Spotify gratuito, com os utilizadores pagos do Apple Music!

      E depois censuram os comentários e utilizadores que discordam com eles!

      Eliminar
  2. Os fãs da Apple estão dispostos a aturar tudo menos jornalistas que se dão como donos da verdade.

    Ninguém quer saber das opiniões dos anti. Se a Apple está má? LOL! Que dizer das outras!

    Tenho vários produtos, deste ano, só tenho o Apple Watch, e só tenho a dizer que há muito, mas mesmo muito FUD espalhado online! Já apanhei muita, mas mesmo muita mentira de todos os sites.

    Por exemplo, em todos os sites, vejo falar do carregamento do lápis da Apple no iPad. Isso é mentira! Isso é só o método para emparelhar a primeira vez, e para se esquecer de carregar em casa, para ter alguma carga para desenrascar.

    Em condições normais, o lápis vem com uma peça, que liga ao cabo Lightning, e carrega independentemente.

    Mas esses sites todos não mostram uma foto, e fazem troça da Apple por causa disso… para mim, não têm credibilidade nenhuma. Se fosse um produto de outra marca? Nem diziam nada, era só vantagens, e quando há problemas, nunca falam, nem se atrevem!

    E se forem ver esses sites, falam mal da Apple, como a Verge, porque a equipa de PR da Apple lhes anda a dar literalmente o dedo do meio para chucharem, enquanto antes a Apple abria o kimono só para alguns, agora abre para muitos, incluíndo YouTubers…

    ResponderEliminar

[pub]