2016/01/27

AMD abre as portas dos GPUs com o GPUOpen


A AMD tem enfrentado grandes dificuldades a enfrentar os rivais como a Intel e Nvidia, e em resposta faz aquilo que muitos há muito pediam: vai revelar publicamente todos os "segredos" dos seus GPUs com a sua iniciativa GPUOpen.

Ao contrário do que acontece com a maioria dos chips - como os CPUs - onde todos os seus pormenores são revelados pelos fabricantes de modo a que os seus clientes possam tirar o máximo partido deles, nos GPUs temos uma situação de secretismo quase absoluto, onde muitos dos detalhes ficam escondidos para não facilitar a vida a um concorrente que se queira "inspirar" no seu design.

Como consequência directa temos que apenas o próprio fabricante tem capacidade para criar os drivers necessários capazes de tirar o melhor partido do seu hardware, complicando bastante a vida a todos aqueles que gostariam de usar esse mesmo hardware numa plataforma que o fabricante não suporte, ou que prefeririam usar drivers open-source e abertos.

É algo que a AMD quer mudar com este GPUOpen.

Com esta iniciativa a AMD refere três pontos fundamentais:

  1. Disponibilizar toda a documentação sobre a arquitectura dos seus GPUs, incluindo todas as funcionalidades que actualmente têm permanecido escondidas, para que qualquer developer possa tirar partido delas se assim desejar.

  2. Apostar no open-source, aproximando-se da comunidade e promovendo um desenvolvimento mais alargado e diversificado, e cujo trabalho em conjunto resultará em melhorias tanto a nível do software como das próprias indicações quanto ao futuro a seguir pelo hardware.

  3. Desenvolvimento mais colaborativo com a comunidade, com a colocação do software GPUOpen no GitHub com acesso público, e convidando os interessados a contribuírem no projecto.

São excelentes notícias para todos os fãs do open-source, e embora esta posição não possa ser vista completamente como "fazendo a coisa certa" por pura bondade (de certa forma podemos dizer que a AMD está pressionada a fazer algo diferente dos seus concorrente) esperemos que possa ser um primeiro passo que o resto dos fabricantes venha a seguir.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]