2016/01/22

Netflix já começou a bloquear acessos internacionais na Austrália


A Netflix tinha recentemente reforçado a intenção de luta contra os serviços que permitiam aceder ao catálogo de programas e filmes noutros países, e parece que na Austrália já se começaram a sentir os efeitos disso.

Parece cair por terra a teoria de que a Netflix apenas tinha feito este anúncio para apaziguar os serviços de distribuição tradicionais, que já ficaram suficientemente chateados com a chegada da Netflix a (praticamente) todos os países do mundo - e que mais ficam quando sabem que esses utilizadores podem facilmente contornar as restrições geográficas e ver os programas que a Netflix disponibiliza noutros países. Afinal, como os utilizadores australianos do serviço de "desbloqueio" uFlix já terão comprovado, a Netflix está mesmo a implementar novas formas de detecção e bloqueio, informando alguns utilizadores de que foi detectada a utilização deste tipo de serviço e pedindo que o desliguem.

Ter em conta que não se trata de estar a aceder ilegalmente a conteúdos pirateados do Netflix. O que estes serviços permitem é que, utilizadores legítimos do Netflix, possam simular a sua presença como estando noutros países, e assim tendo acesso ao catálogo de conteúdos disponíveis legalmente nesse país. Uma forma rebuscada de simplesmente repor alguma racionalidade no sistema, pois que sentido faz que um assinante do Netflix, que vá passar 15 dias de férias a outro país, deixe de poder ver os programas a que deveria ter acesso via internet, para ficar limitado (ou expandido) à selecção de conteúdos do pais onde se encontra?

Tal como era de prever, o uFlix dia já ter reagido a este novo sistema da Netlix e diz que já tudo deverá ter regressado à normalidade para os seus clientes. É o tradicional jogo do gato e do rato... e que brevemente se arrisca a alastrar à escala mundial.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]