2016/01/20

Seedr é um cliente de torrents na cloud


A proliferação dos serviços de streaming tem retirado um pouco de protagonismo aos torrents, mas há quem continue a preferi-los e serviços como este Seedr, que permitem manter a privacidade dos utilizadores, contribuirão para isso.

Em primeiro lugar, importará relembrar que embora os torrents sejam muitas vezes associados à pirataria, há inúmeras outras situações em que são usados de para fins legais. O BitTorrent é apenas um sistema que facilita a troca de grandes quantidades de informação, entre milhares ou milhões de pessoas, de forma altamente eficiente e sem que seja necessário ter dispendiosos servidores capazes de aguentar com tal volume de utilizadores. Claro que, com estas vantagens, se tornou também numa das formas preferidas para partilhar conteúdos ilegais, e daí a sua associação a essas práticas.

Os torrents são fáceis de utilizar, mas obrigam a que se tenha um programa instalado. Para além disso, durante o processo de download/partilha deixam o IP do utilizador exposto a todos os outros utilizadores - coisa que muitos utilizadores prefeririam evitar. E é aí que entre este Seedr, um cliente de torrents na cloud.


Os utilizadores de torrents mais intensivos há muito que passaram a recorrer a clientes instalados em servidores remotos (seedboxes) evitando que o processo de partilha seja feito nos seus computadores de casa. O que o Seedr faz é tornar isso acessível a qualquer pessoa sem necessidade de conhecimentos especiais. Na prática, um utilizador tem apenas que visitar o site, e indicar quais os torrents que quer descarregar.



Desta forma, podem ter o computador desligado, adicionar ou gerir os conteúdos a partir de qualquer browser, e no final do dia descarregarem os ficheiros completos para o vosso computador - ou fazerem o streaming directo. Este sistema permite também ultrapassar as eventuais restrições de velocidade (throttling) que um operador imponha ao tráfego P2P, pois estarão a fazer um download via HTTPS, idêntico a qualquer outro download da web.

Então... onde estão as desvantagens, uma vez que até se trata de um serviço gratuito? A primeira desvantagem principal é a de que os utilizadores gratuitos têm apenas 2GB de espaço (que poderão expandir partilhando o serviço com os seus amigos); a segunda é que as modalidades pagas começam num mínimo de $9.95/mês (para 100GB de espaço; ou $14.95 para 250GB) - sendo que me parece que uma opção na casa dos $4.95, com 30 ou 40GB, poderia ser mais atractiva.


Mas pronto... se se registarem usando o nosso link do Seedr receberão desde logo mais 500MB para ajudar.

7 comentários:

  1. corri para os 500GB mas afinal eram 500MB... done

    ResponderEliminar
  2. Oops, desculpem o erro... vinha dos "GB" do parágrafo anterior.
    (Mas pronto, também não faria sentido oferecerem 500GB quando mesmo na modalidade paga há um limite de 250GB.)

    ResponderEliminar
  3. Existem outros o meu favorito é o filestream

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. tem um limite de 10 torrents.
    Nuno José, sabe se o filestream tem esse tipo de limites?

    ResponderEliminar
  6. O filestream tem um limite de 1GB de storage quota. :(
    Este seedr tem 2GB

    ResponderEliminar

[pub]