2016/03/31

Centenas de restaurantes e fábricas em Portugal estão vulneráveis a hackers


Bem a propósito de no outro dia falamos da falta de segurança na informática do Estado em Portugal, temos agora um novo relatório que revela a falta de segurança em milhares de servidores nacionais, incluindo centenas de fábricas e restaurantes com as portas abertas aos hackers.

Um relatório da BinaryEdge, empresa Suiça que trabalha na área da cibersegurança, sobre o estado da segurança digital em Portugal revela um panorama preocupante. Não só se constata que continuam a existir milhares de servidores com software ultrapassado e vulnerável, como temos casos que se podem considerar ainda mais graves, por deixarem fábricas e restaurantes com as portas literalmente abertas aos hackers - ou qualquer curioso que se queira divertir à sua custa.

Sim, a BinaryEdge encontrou centenas de computadores, acessíveis a partir da Internet via VNC, e que usam software vulnerável que permite ultrapassar o processo de login, ou que nalguns casos nem sequer tem login configurado, permitindo o acesso a qualquer pessoa que lá se ligue. A maioria deles diz respeito a máquinas com o WinRest, software utilizado nos restaurantes; mas noutros casos temos acesso a sistemas de controlo industriais, onde as brincadeiras poderão resultar em situações bem mais complicadas.

A isto somam-se mais de 1700 máquinas com SAMBA aberto ao mundo, que expõe documentos e outros ficheiros a qualquer pessoa que lhes queira aceder (nem é bom pensar no que por lá se poderá encontrar). Enfim... um verdadeiro recreio para quem quiser brincar; mas onde importa referir que são brincadeiras que podem ter consequências bem sérias.

1 comentário:

  1. Old... But gold...

    O mais engraçado é que com uma certa ferramenta "free" mas se for paga até em alguns servidores de certas marcas nacionais( M?O, N?S,...) etc... consegue-se aceder!Tem é que se saber brincar com os equipamentos("chama-mos lhe assim)!

    ResponderEliminar

[pub]