2016/04/24

Um scanner 3D ultra-económico usando... leite


Existem inúmeros projectos para a criação de scanners 3D, de todos os estilos e para todos os preços. Para quem procura um que seja o mais económico e simples possível, poderá gostar deste GotMesh que nem sequer tem partes móveis e usa leite como elemento principal.

Fazer o scan de um objecto em 3D é algo que pode ser conseguido de várias formas. A mais habitual é usar uma câmara e uma linha projectada por um laser, e ter um plataforma rotativa que vá rodando o objecto de modo a que o contorno do laser permita recriar o objecto 3D através de triangulação. Estes scanners podem ser feitos de forma relativamente económica, mas para quem quiser algo sem partes móveis nem lasers... pode experimentar este GotMesh.

Aqui abandona-se o laser e a plataforma rotativa, e em vez disso usa-se um recipiente onde se coloca o objecto a digitalizar em 3D, com um smartphone, webcam ou câmara digital no topo. Depois, basta ir enchendo o recipiente com leite (ou outro líquido com cor que contraste com o objecto) de modo a que a câmara vá captando os contornos obtidos à medida que o nível do líquido vai subindo. Depois, basta converter as fotos captadas num contorno utilizável, e combinar as dezenas ou centenas de "camadas" num objecto 3D volumétrico.

Ter em conta que este método tem vários pontos "contra", a começar pelo facto de só se poderem digitalizar objectos que possam ser mergulhados num líquido; e de que, se usarem leite, não conseguirão digitalizar objectos brancos (para além de estarem a estragar leite). Mas, não deixa de ser uma forma curiosa, e que demonstra que por vezes basta um pouco de imaginação para se fazer algo que se pensaria ser muito complexo... de forma simples.


Como este projecto do Instructables não tem vídeo, segue-se um vídeo do milkscanner original que inspirou este novo projecto.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. E que tal usar água com um pouco de tinta ou corante, já seria reutilizável e para objectos que não pudessem ser moldados basta usar um spray hidrofóbico. O recipiente pode ser usado se forma inversa ou seja, em vez de capturar imagem enquanto enche porque não fazer um furo e capturar as imagens enquanto é esvaziado ao mesmo ritmo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (quis dizer molhados em vez de moldados, a escrita inteligente ainda tem coisas a aprender :)

      Eliminar

[pub]