2016/05/16

Chrome prepara-se para "matar" o Flash já este ano


Aos poucos, lá se vai caminhando para a morte definitiva do Flash na internet, e o Chrome prepara-se para dar mais um passo nesse sentido antes do final do ano, passando a dizer aos sites que não suporta Flash.

Antes que entrem em pânico, importa clarificar que o Chrome continuará a suportar Flash (pelo menos por agora). Mas, para promover a transição para o HTML5, o Chrome passará a dizer aos sites que não suporta Flash, de modo os servidores o direccionam para páginas em HTML5 que dispensem este plugin, responsável por tantas vulnerabilidades.

Na prática, acaba por ser um modo ainda mais agressivo do nosso conhecido (e recomendado) click-to-play, que já suspendia os blocos em flash até que se clicasse neles para os activar; sendo que agora isso passará a ser feito para a página completa.


Por agora, os utilizadores continuaram a ter a possibilidade de permitir que as páginas continuem a usar Flash, e para evitar chatices de maior o Chrome virá com uma lista de sites pré-aprovados para usar Flash, que consistirá nos 10 sites com flash mais populares na Internet (YouTube.com, Facebook.com, Yahoo.com, VK.com, Live.com, Yandex.ru, OK.ru, Twitch.tv, Amazon.com, Mail.ru). Para estes e outros sites que os utilizadores autorizem, o Chrome continuará a funcionar como normalmente e a executar os conteúdos em flash.

Resta-nos esperar que o Chrome nunca deixe de suportar completamente o Flash, pois existem ainda bastantes sites que estão dependentes desta tecnologia - bastando pensar em todos os milhares de excelentes jogos em Flash que ainda vão resistindo.


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]