2016/06/10

European Inventor Award vai para o pai do ESP


Anton van Zanten é um nome que poucos reconhecerão, mas se calhar já vos salvou a vida - ou pelo menos, poderá ter poupado alguns milhares de euros ao evitar acidentes de automóvel, graças ao sistema ESP.

O ESP, ou controlo electrónico de estabilidade, é algo que actualmente vem integrado em todos os automóveis e que ajuda a manter o carro sob controlo mesmo em condições complicadas. É graças a ele que provavelmente não saíram da estrada naquela vez em que abusaram na velocidade ao fazer uma curva apertado ou com piso molhado, ou em muitas outras circunstância que tradicionalmente resultariam num pião, capotamento, ou sabe-se lá que mais.

Depois do cinto de segurança, o ESP é considerado o mais importante sistema de segurança num veículo, e estima-se que já terá salvo mais de 8500 vidas apenas na Europa e evitado mais de 250 mil acidentes. E é por isso perfeitamente justo que Anton van Zanten tenha recebido o European Inventor Award 2016 em Lisboa, pela invenção do ESP, sistema que se estreou em 1995 como equipamento de série do Mercedes-Benz S600. Curiosamente, foi também a Mercedes que muito contribui para que este sistema passasse a ser utilizado em automóveis de segmento mais económico, quando o seu Classe A capotou no célebre teste do Alce, obrigando a que o ESP passasse a ser incluído de série nesses modelos.

... De qualquer forma é preciso não esquecer que as leis da Física têm sempre prioridade sobre todo e qualquer sistema, e que não é por poderem contar com a ajuda do ESP que deverão "abusar" naquilo que fazem na estrada. :P


5 comentários:

  1. Infelizmente uma boa parte dos automóveis a circular em Portugal não tem ESP porque é algo que só à poucos anos começou a ser equipado em automóveis de todos os preços, na minha opinião acho o ABS mais importante, primeiro porque está presente em todo o tipo de veículos à mais tempo e desde que foi inventado não é um extra como o ESP é em segundo porque é utilizado e preciso a toda a hora por todos os condutores ao contrário do ESP que pode nunca ser preciso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desde Novembro de 2014 que é obrigatório, e olha que é preciso bastantes vezes - as pessoas é que nem dão por ele a trabalhar. :)

      Isto sem tirar o mérito ao ABS, claro (que durante muitos anos também foi extra - nos carros começou a ser aplicado em 1970, mas só em 2004 é que passou a ser obrigatório na Europa - tem por isso uma década de avanço sobre o ESP.)

      Eliminar
    2. Não sou especialista no assunto mas o ABS à umas décadas devia ser mais barato que o ESP nos últimos anos porque por exemplo em Portugal carros da década de 80 não deve existir nenhum sem ABS pelo menos nas rodas frontais. Outra coisa que não percebo é o porquê da opção de poder desligar o ESP, imagino que haja quem não perceba muito bem para o que serve e o simples clique num botão para desativar não vejo qual o objetivo.

      Eliminar
    3. daí o ESP usar os sensores do ABS para controlar a rotação nas rodas (ou o excesso dela). num offroad é mais vantajoso levar o ESP e TCS desligados quando se sai do alcatrão por exemplo.

      Eliminar
  2. Tenho 1 carro com ESP e outro sem, prefiro o que não tem.
    A relação entre o condutor e o carro é completamente diferente.
    Tem ABS e Controlo de tracção e esses sim para mim são mais importantes

    ResponderEliminar

[pub]