2016/06/27

Vulnerabilidade no Chrome deixa copiar vídeos com DRM


A nossa relação com o DRM é de "ódio-ódio" e aqui está uma vulnerabilidade que não nos deixa preocupados: o Chrome tem uma falha que facilita o acesso a vídeos protegidos com DRM.

O impacto desta vulnerabilidade para o utilizador final é nula, mas será do agrado de todos os que queiram fazer o download de vídeos protegidos com o DRM Widevine utilizado no Chrome e demais browsers baseados no Chromium. Embora os investigadores não revelem detalhes até que a falha seja corrigida, a mesma permitirá um acesso fácil a vídeos protegidos, possibilitando que - por exemplo - se copie um vídeo do Netflix sem perder qualidade, captando os dados entre a fase de desencriptação e apresentação no browser.

O objectivo do DRM (que não é trazer qualquer benefício aos consumidores, como muitas vezes é dito) é proteger os dados de forma a impedir a sua cópia entre o emissor e o dispositivo que vai apresentar o vídeo - e que por isso já impede que certos vídeos possam ser vistos em monitores ou televisores que não estejam "autorizados"; embora seja um pouco ridículo ver a indústria tanto insistir nestes sistemas, que invariavelmente são crackados e contornados, tornando-os completamente irrelevantes.

A Google já desvalorizou esta "vulnerabilidade", dizendo que mesmo que corrijam o problema no Chrome, nada impede que qualquer outra pessoa continue a usar uma versão mais antiga, ou uma versão baseada no Chromium sem a correcção, para continuar a ter acesso aos dados. Que todas as vulnerabilidades fossem destas... :P

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]