2016/11/10

Novos MacBooks Pro já venderam mais que todos os concorrentes


Os novos MacBook Pro têm sido recebidos com muitas críticas, mas parece não haver falta de interessados que não se importam com elas e investem no novo portátil da Apple, ao ponto de em apenas cinco dias superarem a venda de todos os concorrentes desde o ano passado.

Segundo a empresa de análise de mercado Slice, bastaram cinco dias para que o novo MacBook Pro vendesse quase tanto como o MacBook de 12" desde Abril de 2015; e mais que as vendas combinadas do Dell XPS 13, Surface Book e Dell XPS 15... desde o ano passado!


Mesmo tendo em consideração que praticamente todos os detentores de MacBook Pros (dos antigos) estavam há muito à espera que a Apple lançasse modelos actualizados, não deixa de ser um resultado sem paralelo e que se pode dizer que transpões a habitual loucura do lançamento de novos iPhones para os MacBooks.

Confirmações efectivas só saberemos quando a Apple apresentar os resultados financeiros deste trimestre, e se ver que impacto o lançamento destes novos MacBooks teve. Até lá, fica ao critério de cada um acreditar nestes valores apresentados pela Slice.

14 comentários:

  1. Sinceramente isto parece-me uma daquelas manobras que os clubes de futebol e as promotoras de espectáculos costumam usar quando não estão a vender muitos bilhetes, como o Zé Povinho é burro, vai logo comprar porque pensa que vai esgotar.

    Mas não quero dizer com isto que estes MB Pros não vão vender como pãezinhos quentes, afinal o seu público alvo não são os "Pros", mais sim os fanboys e os saloios que procuram obter status pela compra de um equipamento de uma determinada marca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tanta inveja (para não dizer mais coisas) em tão pouco espaço...

      Eliminar
  2. Existia muita gente com MBP's antigos á espera deste novo para os substituir. É natural que haja muitas vendas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. Qual é a parte de que o MBP vendeu mais em 5 dias que o concorrente mais próximo (Dell XPS 13) desde 1 de Janeiro que não percebes?

      E Microsoft SurfaceBook desde Outubro de 2015?

      Custa-vos aceitar a realidade.

      Eliminar
    3. E que parte do comentário do Rosmano é que não percebeste Rui?

      Disse alguma mentira? Contrariou os números que foram apresentados de forma incorreta?

      Nós aceitamos a realidade, pode é não ser a realidade em que tu vives, a de que Apple é a resposta a tudo.

      Vê se consegues perceber o que vou escrever a seguir:
      Apple é bom mas eu não quero, e julgo que tenho direito a não querer, como tu também tens o direito a querer tudo o que a Apple faça.

      A realidade é esta, pelo menos para mim.

      Eliminar
    4. Realidade e números que eu vivo: Apple = 215 mil milhões de dólares só estes 12 meses, $45.7 mil milhões de dólares de lucro depois de impostos.

      Caro amigo, eu sei o que é bom, quando digo "sei", sou formado, sei o que fica caro e a diferença que faz, e sei onde as empresas costumam cortar mais na qualidade.

      A Apple é caro, mas é bom. Não vejo ninguém na indústria a fazer o mesmo que eles fazem.

      Eliminar
    5. Não respondeste à questão sobre qual foi a incorreção do Rosmano no seu comentário para merecer o ataque que tu fizeste.
      Quanto aos números só são possíveis devido às margens com que eles trabalham, que são justificadas pelo que os clientes estão dispostos a lhes pagar.
      Quanto ao fato de seres formado e saberes o que fica caro, não justifica a forma como o atacaste.
      E estou de acordo contigo Apple é bom, mas como já te disse anteriormente é bom mas não é para mim, desculpa Apple não é para mim do ponto de vista de hardware e software, já do ponto de vista de ações, aí sim acho que é uma possibilidade para mim.
      Se falássemos em carros dir-te-ia Ferrari é bom mas não é para mim.

      Eliminar
    6. É preciso responder? O MBP vendeu MAIS em 5 dias que esses portáteis, em quase um ano, ou mais de um ano até.

      Mas os números são relativos às unidades vendidas, explica lá essa das margens! Que eu saiba, um produto mais caro, devia vender menos, e não mais.

      Não é para ti, mas é para muita gente. Qual é a parte que a Apple não quer dominar o mercado, mas providenciar uma alternativa viável ao mainstream que é difícil de perceber?

      A Ferrari só produz menos de 0.1% de carros vendidos, e está aí e bem...

      Eliminar
    7. O Rosmano não disse nada que contrariasse que o MBP vendeu mais em 5 dias do que os outros em mais de um ano, apenas apresentou uma possível justificação, que tem toda a lógica pelos comentários que eu já li em fóruns , etc,, que foi o fato de muitos utilizadores estarem à espera deste novo MBP para atualizar o seu de 2013. O ataque ao Rosmano foi despropositado se o tivesses feito ao unknown eu não teria comentado porque conseguia compreender o ataque.

      Se os produtos se vendessem apenas pelo preço, e não pela qualidade, pelo status, pela afinidade pelo produto/marca, etc o teu comentário seria válido.

      Nunca disse que não era para muita gente. Quanto a não querer dominar o mercado se acreditas nisso, é contigo eu não acredito, acredito sim que eles querem dominar o mercado mas não estão dispostos a entrar em guerra de preços porque sabem que aí perdem algumas das suas vantagens, nomeadamente o status e a rentabilidade dos seus produtos.

      Quanto à Ferrari nunca disse que não estavam bem, só disse que não seria a minha escolha. Se bem que ao contrário dos produtos Apple, no caso do Ferrari, eu não tenho dinheiro para ele, mas se tivesse não o compraria, porque gosto mais de Mercedes, logo compraria Mercedes ( na mesma gama do Ferrari) o que não significa que é o melhor do mundo, apenas que para mim é o carro preferido.

      Eliminar
    8. Faustino muito obrigado por estares a defender-me.
      Esse Rui parece que tem qualquer coisa contra mim, e acho que já percebeste que é um pouco "cego" pela Apple e estraga o tipo de discussão que costuma haver aqui pelo AadM que costuma ir além de fanboyismos. Já lhe disse anteriormente para ignorar os meus comentários que que ignoro os dele mas pelos vistos gosta de se meter em picardias infantis.

      E sim, eu estava a dar uma possível justificação para vender tanto em 5 dias. Muita gente mesmo estava á espera deste update. A Apple já não actualizava o hardware do MBP á muito tempo logo havia muita procura acumulada. Vender mais do que os concorrentes parece-me óbvio que aconteça pois quem está no ecossistema Mac difícilmente olhará para PCs, e muito francamente, com os problemas de privacidade do Windows 10 entre outras coisas acho isso bastante razoável porque acho que o MacOS é um OS que não te esfrega na cara subscrição a serviços da Apple como a MS faz com o W10.

      Eliminar
  3. Ou seja, há mais vendas de portáteis Mac do que Windows.. Custa a acreditar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, nem de longe. Estamos a falar apenas do segmento em que se enquadram estes modelos que se poderão considerar concorrentes do MacBook Pro.

      Eliminar

[pub]