2016/11/04

MacBook Pro sem SD mas com ficha para os headphones continua a causar polémica


As opções tomadas pela Apple para o novo MacBook Pro continuam a gerar polémica, e não ajuda que as explicações de Phil Schiller não pareçam fazer grande sentido.

Por um lado a Apple diz que o seu MacBook Pro está virado para o futuro, incluindo apenas 4 fichas Thunderbolt 3/USB Type-C e arreliando todos os que terão que usar diversos adaptadores para ligarem os equipamentos do seu dia a dia; por outro lado, mantém a velha ficha de 3.5mm dos headphones, que removeu nos iPhones assumindo fazê-lo com "muita coragem". A desculpa: a de que o MacBook Pro é utilizado por muitos profissionais na área da música, e que estes dependem da ficha dos headphones.

Infelizmente, os profissionais da área da fotografia não têm igualdade de tratamento, pois isso não impediu o desaparecimento do slot de cartões SD, que tanto lhes facilitava a vida para transferir as fotos das suas câmaras. O mesmo Phil Schiller diz que o slot era "incómodo" por deixar o cartão SD meio de fora - argumento que rapidamente fez relembrar alguns outros produtos da Apple onde isso não parece ter incomodado os seus designers:



A Apple tem coragem para remover a ficha dos headphones nos iPhones; mas também tem coragem para a manter nos MacBook Pro por ser usada por profissionais; enquanto que ao mesmo tempo tem coragem para limitar a memória máxima a 16GB que muitos profissionais considerarão inadequada... Será que só falta a Apple ter a coragem de admitir que não sabe muito bem o que anda a fazer?

29 comentários:

  1. Podem fazer o que quiserem porque continuarão a ter muita gente disposta a pagar os preços obscenos que pedem apesar destas limitações.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é obsceno é a Microsoft e outras anunciarem durações de bateria de 12 horas, e depois nos testes da notebookcheck, por exemplo, só darem 6, enquanto o MBP dá 10.

      Ou a maior parte dos portáteis vendidos virem com processadores mais fracos que os de um iPhone.

      Isto, e muito mais, como certa marca aí chamar nomes à Apple, e vender computadores de 4000€ com portas obsoletas.

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    3. É, estão caladinho, e não toca na ferida...

      Eliminar
    4. Pois não tocaste na ferida. Respondeste a alguma das críticas específicas que fiz?
      Não, desviaste a atenção para coisas que nem tem nada a ver. E a maior parte dos portáteis vir com CPUs mais fracos que os de um iPhone. Olha nem mereces resposta. PCs de preço comparáveis ao MBP têm processadores tão bom ou melhores aos do MBP, portas Thunderbolt, GPUs muito melhores e slot para cartão SD.

      Se tu gostas que te vão ao bolso e de sustentar margens de lucro de uma empresa que ainda te obriga a comprar mil e um periféricos e adaptadores para fazer o mesmo que um PC normal, estás no teu direito. Agora se não consegues tolerar que certas pessoas critiquem o objecto que escolhes temos pena. Toma Rennie e aprende a lidar com isso.

      Pessoas indoutrinadas para comer e colar tudo o que lhes alimentam eu não tenho pachorra para discutir. Se vires comentários meus ignora-me que eu ignoro-te a ti.

      Eliminar
    5. Que críticas?

      Fazes as críticas que bem te apetecer, é a tua opinião, mas é só isso. Está cheiinha de falhas, mas tão cheia, que nem vale a pena pegar... dizem "ah e tal, há muito melhor", então "DIGA UM"!!! Pois... o MBP tem os melhores componentes que há no mercado, a nível de ecrã, CPU, GPU, bateria, RAM, SSD, trackpad, isto tudo num portátil ultra-ultra fino. Vêm com tretas de "há muito melhor", não há paciência para trolls.

      A verdade é: a Apple está a vende-los, e bem.

      A Apple não vai á falência por tu não comprares um MacBook Pro. Aliás, as pessoas que dizem mal, são aquelas que compram PC's de 500€, não vale a pena argumentar, porque o mais barato com TouchBar passa de 4x isso...

      Eliminar
    6. Olha meu menino, se é para andares a chamar nomes aos outros volta para o Pplware.

      Eliminar
    7. Ao contrário de ti, não chamei nomes, se queres continuar a dizer baboseiras e não queres levar com as verdades, manda currículo para o pplware.

      Eliminar
    8. Chamaste-me troll e depois apagaste o comentário. Muitos parabéns.

      Eliminar
  2. E não só, segundo este artigo :

    http://motherboard.vice.com/en_uk/read/new-macbook-pros-mark-the-end-of-upgradeable-apple-computers

    acabou a possibilidade de se fazer upgrade (memoria, cpu, ssd) a estes novos MB Pro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já não dava, e da para fazer upgrade ao SSD.

      Os outros são iguais.

      Eliminar
    2. E nunca foi possível upgrade ao CPU.

      Eliminar
  3. Não há polémica absolutamte nenhuma.

    Quem quer, compra, quem não quer, põe na borda do prato.

    A Apple não precisa do vosso dinheiro, e o Phill Schiller já confirmou que este MBP está a ter mais encomendas online que qualquer outro MBP/PoweBook da história da Apple.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Azia de quê?

      De já estarem esgotados até Dezembro em Portugal?

      O que vejo é azia de que não tem...

      Eliminar
    2. Tu é que deves, e não é pouco, para vir insultar pessoas. É para defender o quê?

      Eliminar
  4. O argumento do fotógrafos profissionais não cola muito, porque um fotografo profissional, se fotograva em estúdio, costuma estar a descarregar em tempo real as fotos para o computador via cabo. Já quando fotografa fora do estúdio, quem é mesmo pro utiliza leitores de cartões externos thunderbolt, que transferem os ficheiros de forma bem mais rápida do que via o leitor de cartões.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não!

      Os que fotografam em estúdio, têm os cabos ligados (ou Wi-Fi), que é para verem (e o client ver) num ecrã grande os resultados, e ver se ficou tudo pin sharp.

      Os que fotografam desportos e eventos, usam geralmente cartões CF ou XQD, que são os cartões profissionais que aguentam com as velocidades de escrita, e robustez necessárias à profissão.

      Os que fotografam paisagens, se tirarem uma foto boa num dia, já é muito bom, há tempo...

      Quem se queixa são os que querem arranjar defeitos.

      Eliminar
  5. a verdade e que todos tem os seus defeitos mas a apple cobra mais por esses defeitos.hahahahaha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais. Fazem o marketing muito bem feito, o pessoal compra porque é bonito e exclusivo e depois ainda gastam mais para terem todos os adaptadores que necessitam. Enfim...

      Eliminar
  6. nao entendo este post.

    Se nao querem este novo macbook, passem à frente. Mas criticar sem fazer sentido não?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há pessoas que acham que são mais inteligentes que os tipos da Apple...

      E depois vêm com pérolas "a Apple quer é vender leitores SD externos"... a Apple não tem nenhum leitor SD externo...

      Eliminar
  7. Como em tudo, é uma questão de opção e gostos...Eu pessoalmente não compro produtos que sejam estupidamente caros e os da Apple (pelo menos em smartphones e pcs) encaixam nesta categoria, tal como todos os smartphones que que encaixem na categoria dos 500+ euros de muitas outras marcas. A Apple claramente que abusa neste campo (sejamos realistas) mas pronto, têm vingado apesar disso, bom pra eles. Claro que se me oferecerem um produto Apple eu não vou recusar, mas não é por isso que a minha opinião se altera. Muita gente paga para ter a última geração de iPhone/Galaxy Sx/etc, apesar de a única coisa que fazem nos smartphones é telefonar, enviar sms, redes sociais, tirar fotos, vídeos e jogar, coisas que faço com o meu smartphone que custou menos de 200€ (e este ao menos cabe-me no bolso!)... é como aquelas pessoas que compram um BMW X5 para fazer percursos exclusivamente em cidade: se o podem fazer? Claro que podem. Se não faz muito sentido? Não... Mas tal como eles o podem comprar, eu também posso opinar :p é bom que se gaste dinheiro, porque a economia tem que mexer!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O tempo em que o propósito de um objecto se esgotava na sua função directa acabou no dia em que um hominídeo qualquer cobiçou o machete de sílex do outro por ser menos tosco.
      Ninguém escolhe exclusivamente em função da relação preço/função. Dizer que uma decisão de consumo não faz sentido, não faz sentido!

      Eliminar
    2. Essa resposta não faz muito sentido porque além do preço/função entra a psicologia. O hominídeo do machete mais tosco pode conseguir convencer o outro de que o dele corta muito melhor, é vintage,etc. e o outro fica convencido e troca mas isso não deixa de ser uma má decisão mas uma boa decisão para o primeiro... Há decisões de consumo que não fazem sentido,simplesmente... mas há quem precise de vender e há quem seja convencido a comprar.

      Eliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  9. De Pro não tem nada. Sejamos realistas: Tem qualidade, mas muito fraquinhos...
    Gráficas amd AMD com gerações de atraso, gráficas integradas? Processadores dual core?
    Eu até aceitava isto tudo se tivesse um preço a condizer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como sempre, vêm os mentirosos.

      A gráfica é uma Radeon Pro, e é a última geração. Os CPU são dual core nos de 13", como em qualquer outro ultrabook de 13", e quad-core nos de 15".

      Não vejo uma crítica que não seja mentirosa.

      Eliminar

[pub]