2017/01/03

CTT Express2Me facilita compras nos EUA


Os CTT têm um novo serviço de reencaminhamento que facilita as compras nos EUA e o seu reenvio para Portugal: o Express2Me.

Os serviços de reencaminhamento não são nenhuma novidade, sendo que por cá há muito que usamos o Forward2me para compras no Reino Unido, e existindo outros para diferentes países. A sua necessidade advém do facto que, mesmo numa era de comércio global, continuam a ser muitas as lojas que não aceitam fazer envios internacionais.

Com o Express2Me cada cliente recebe uma morada "virtual" nos EUA que pode utilizar para fazer compras (e que na verdade corresponde a um armazém) sendo que as encomendas que lá forem parar irão ser reencaminhadas para a vossa morada original em Portugal. Claro que para isso será necessário pagar os portes adicionais, sendo igualmente possível optar por um seguro para o envio, assim como um serviço de desempacotamento e agrupamento de embalagens para reduzir os custos.

O "pior" mesmo é que este serviço não nos livra da lotaria da alfândega, e que é o principal entrave às compras fora do espaço intra-comunitário. Seria excelente se o Express2Me disponibilizasse um serviço de "pré-desalfandegamento", em que se pagasse logo à partida as taxas respectivas (IVA, etc.) e se tivesse a garantia que o produto chegava a nossa casa, sem atrasos nem custos adicionais excessivos. Isso sim, seria um serviço que os portugueses iriam gostar (e não seria impossível, uma vez que já passei por diversos vendedores no Ebay que disponibilizam esse serviço - e que já comprovei que funciona.)

... Claro que o ideal seria ver os CTT a fazerem pressão para que a alfândega em Portugal passasse a funcionar de forma mais adequada... mas parece-me que quanto a isso o melhor será esperar sentado.

6 comentários:

  1. Sendo agora uma empresa privada tem todo o interesse em fazer essa mesma pressão. Até porque já devem saber dos 'métodos' que se fazem para tentar dar a volta à dor de cabeça que é a alfandega em Portugal

    ResponderEliminar
  2. Parece uma grande ideia, só é pena termos de aturar os maluquinhos da alfândega. É só problemas com esses.

    Já agora, o paraíso uber parece não ser assim tão celestial. Mas isso já se sabia, lucro através da exploração do trabalhor. Que tal um post? Ou só pode ser a dizer bem?

    http://observador.pt/especiais/excesso-de-horas-precariedade-baixos-salarios-a-vida-dos-motoristas-da-uber/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ser fã de um serviço não implica que o mesmo seja perfeito. Já por várias vezes referi as tácticas da Uber de entrar num mercado com preços apelativos para atrair motoristas, mas depois os "espremer" quando já domina o mercado (para não falar que o seu objectivo final é nem precisar de motoristas).
      Mas isso infelizmente é a lei de mercado a funcionar... também gostaria que todos os funcionários do McDonalds recebessem salários bem mais elevados, etc. etc.
      Além de que, não são só os motoristas que têm uma profissão em vias de extinção, no Japão já umas dezenas de avaliadores de seguros vão ser substituídos pela inteligência artificial Watson da IBM... e é este o mundo em que vivemos.

      Eliminar
  3. Aqui há dias ofereceram-me um "beacon" chinês, desses que servem de porta-chaves -liga ao smartphone por bluetooh, tem uma app para o programar e localizar, apita, mas não me convenceu.
    Lá fui ver outros beacon e pareceu-me que o Gimbal 10 (é da Qualcomm) podia ter interesse em experimentar. Custa $5/cada, queria 3, eram $15. Passo ao checkout e tinha dois preços de transporte pelo FedEx:
    - Económico (entrega em 11 dias): $59, passando a compra para $74
    - Prioritário (entrega em 4 dias): $76, ficando o total em $91.

    De facto parece-me que os CTT têm aqui uma oportunidade. É que aos preços da FedEx não se pode mandar vir coisasa baratas

    P.S. Não comprei. Em vosso benefício fui agora ao site da Gimbal simular uma compra para pôr os valores certos. Se quiserem saber mais sobre o mercado dos beacons:
    http://www.aislelabs.com/reports/beacon-guide/

    ResponderEliminar
  4. Bom dia malta, aproveitando esta ideia de post. Será possivel utilizar este serviço dos EUA para Espanha e depois enviar para Portugal ... ultrapassando a questão da alfandega? Isto é, fazer duplo reenvio das compras?! Se calhar é parvo o que estou a dizer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso que este só funciona para Portugal. Mas há outros redireccionadores que permitirão enviar para onde quiseres - desde que tenhas em Espanha alguém que te faça a recolha e trate dos trâmites legais.

      Eliminar

[pub]