2017/05/05

Malware no Android continua a aumentar


Com mais de 1.6 mil milhões de potenciais vítimas o Android tornou-se num alvo apetecível para todo o tipo de ataques, e de ano para ano é preciso enfrentar um número crescente de malware.

A empresa de segurança G Data diz que actualmente se descobrem 350 novos malware para Android por hora, estimando que em 2017 o total atinja os 3.5 milhões. Outro factor que é referido é o facto de muitos destes dispositivos Android continuarem presos em versões mais antigas e mais vulneráveis, e que apenas uma percentagem reduzida ter dispositivos já com o mais recente Android 7 (mesmo esta versão tendo sido lançada em Agosto de 2016).

Por outro lado, há que não esquecer que estes estudo está a ser feito por uma empresa que vende anti-virus para Android, e que não faz questão de referir que a esmagadora maioria deste malware se refere a mero adware e que afecta essencialmente apps em app stores não oficiais; e que todos os dispositivos Android com acesso à Play Store contam com sistemas de protecção da Google mesmo quando estão presos em versões antiquadas do Android.

É certo que já temos visto casos de malware a chegar a apps na Play Store oficial (que até podem chegar a milhões de utilizadores), e nunca se poderá ter certeza a 100% de que tal não volte a acontecer. Por isso, resta apenas minimizar os comportamentos de risco e ter o máximo de cuidado com aquilo que se faz (como não instalar apps "duvidosas", e muito menos clicar em links ou anexos suspeitos)... e com esses simples passos já se conseguirá evitar a esmagadora maioria das potenciais infecções. Agora... quanto aos utilizadores que até dão permissões de administração a apps como calculadoras ou guias de jogos... não há sistema anti-malware que resista, qualquer que seja a plataforma.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]