2017/06/20

Google forçada a remover links sobre resultados removidos

A luta para apagar coisas da internet continua, e agora é um tribunal Alemão que dá mais um passo nesse sentido ao exigir que a Google remova os detalhes referentes aos resultados removidos.

Os tribunais já exigiram que motores de busca como o da Google sejam obrigados a apagar resultados, mas na Alemanha não gostaram que a Google passasse a incluir uma referência na página de resultados que informa os utilizadores de que determinados resultados foram expressamente removidos devido a pedidos externos. O ponto que gerou a discórdia é que a Google inclui o link para a queixa DMCA em questão no Lumen, onde continuava visível a página ou páginas que se tinham removido... o que continuava a permitir que os utilizadores lá chegassem com facilidade.

Como seria de esperar, quem deseja apagar conteúdos dos resultados do motor de pesquisa mais popular do mundo não ficava nada agradado por saber que esses resultados estavam apenas a mais um clique de distância... e os tribunais alemães também acharam que sim, proibindo a Google de incluir links para os pedidos de remoção dos conteúdos.

Estranhas tentativas, estas, de tentar apagar coisas que nunca poderão ser apagadas - e que talvez tenham apenas o resultado inverso, de gerar ainda mais curiosidade sobre os elementos apagados, levando a procurar-se mais sobre o assunto. Usando o Fight Club como exemplo, parece que também quem quer apagar resultados da internet quer que não se fale sobre apagar resultados da internet...

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]