2017/06/13

Google prepara-se para criar os seus próprios chips?


A Google parece estar prestes a seguir o mesmo caminho que a Apple e criar os seus próprios chips para os seus smartphones - e para isso contratou um dos engenheiros da Apple que trabalhava precisamente nesse sector.

Ao contrário do que acontece no segmento desktop, com os CPUs da Intel e AMD, no sector mobile o domínio da ARM faz com que não se tenha apenas um único CPU a dominar o mercado, mas sim todo um conjunto alargado de variantes de diferentes fabricantes. Por algum motivo ninguém tem um smartphone com um chip da marca ARM, mas sim chips como os Snapdragon da Qualcomm, os Exynos da Samsung, os Kirin da Huawei, etc. Na verdade estes chips - os SoC - mais se assemelham a mini sistemas compostos por diferentes blocos, onde os núcleos de processamento ARM são apenas um dos blocos.

A criação dos próprios chips, em vez de recorrer a um chip "genérico" de um determinado fabricante, permite que o chip possa ter o hardware perfeitamente afinado em função das necessidades do software (e vice-versa) e é esse o motivo pelo qual a Apple consegue obter prestações e autonomia de referência, mesmo usando hardware que, no papel, seria tecnicamente inferior ao apresentado por smartphones de outros fabricantes.

A contratação deste engenheiro da Apple pela Google, a par de outras posições que a Google procura preencher, faz antever que também eles estejam finalmente a preparar-se para criarem o seu próprio chip para os futuros Pixel, e tentarem obter os mesmo benefícios de que a Apple tem usufruído. Esperemos que o consigam fazer... pois todos ficaremos a ganhar com uma concorrência mais feroz entre estes dois gigantes tecnológicos. O "problema" é que provavelmente só começaremos a ver frutos desta nova aposta lá para o lançamento do Pixel 3 no próximo ano...

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]