2017/10/12

Facebook baixa Oculus Rift para os $399 e revela Oculus Go autónomo


O evento do Facebook dedicado à Realidade Virtual veio acompanhado de uma redução permanente do preço dos Oculus Rift + controladores Touch, e também de uns novos óculos VR autónomos a preço reduzido.

Os Oculus Rift vieram dar início a uma nova era VR, mas acabaram por desiludir um pouco os fãs quando chegaram finalmente ao mercado com um preço substancialmente superior ao que tinha sido insinuado. A coisa complicou-se ainda mais com a chegada (atrasada) dos controladores Touch, que elevaram o preço do conjunto para os $798 e desde então, ao longo do último ano, temos assistido a alterações regulares do preço deste conjunto: primeiro baixando dos $798 para os $598, depois para os $499, depois para um preço promocional de $399, seguido de um regresso aos $499.

Pois bem, agora isso chega ao fim, pois o conjunto Rift+Touch passa a ter um preço oficial de $399 - que acaba por ser o preço que deveria ter tido desde início mas que, como se costuma dizer, mais vale tarde que nunca!

Para além de se tornar no conjunto VR mais apelativo do momento, a Oculus também demonstra como o VR poderá ser utilizado em situações do dia a dia para trabalho com o computador com o novo interface Oculus Dash, que basicamente torna realidade um interface ao estilo "Minority Report" onde podemos manipular e interagir com programas "no ar".





E por fim, temos também uns novos óculos: os Oculus Go. Estes óculos prometem uma qualidade de imagem e ângulo de visão idêntico ao dos Rift mas funcionam de forma completamente independente sem necessidade de nenhum PC ou smartphone adicional; basta enfiá-los na cabeça e usar (no fundo, podem ser encarados como uns GearVR com um "smartphone" já lá metido).

Com um preço de $199 tornam-se bastante mais apelativos de que a perspectiva de investir nuns Gear VR mais um smartphone capaz de fornecer a qualidade de imagem necessária; mas por outro lado representam um investimento que só poderá ser usado para esta única função (ao contrário da possibilidade de se poder remover o "smartphone" para o continuar a usar no dia a dia. Vai ser interessante ver como o mercado vai reagir a estes Oculus Go e também como a HTC vai reagir à redução de preço dos Rift.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]