2017/11/11

Como transformar um sensor de portas da Xiaomi em interruptor de parede


Transformar um interruptor de parede num interruptor inteligente wireless é algo que se pode fazer de forma bastante simples e económica recorrendo aos sensores de portas e janelas da Xiaomi.

O nosso "departamento" de casas inteligentes tem tido bastante actividade na nossa mailing list e canal de slack, com muitos dos participantes a trocarem ideias para solucionar problemas que afectam praticamente todos os que se aventuram nestas lides. Um dos tópicos recorrentes é de como poder transformar os seus interruptores de parede convencionais em versões inteligentes... e o nosso mestre da área da domótica, Abílio Costa, propôs uma solução excelente.


Acender e apagar luzes com um interruptor não será propriamente algo de alta tecnologia... mas as coisas mudam quando se quer usar uma lâmpada inteligente. Embora seja possível usar a lâmpada inteligente como se fosse uma lâmpada tradicional, o problema surge quando a mesma fica desligada no interruptor de parede, assim impedindo que seja controlada remotamente, perdendo o seu estatuto "smart".

A solução tradicional consiste em substituir o interruptor de parede por um "inteligente", ou recorrendo a um micromódulo que fique escondido atrás do interruptor. Mas, considerando o custo extremamente reduzido dos módulos wireless da Xiaomi, o Abílio teve a feliz ideia de usar um dos sensores wireless de portas e janelas (que custa cerca de 5 euros) e, com uma pequena operação, transformá-lo num micro-módulo que fica atrás do interruptor e detecta a sua posição (ligado/desligado).


Com esta operação o interruptor passa a ser, para todos os efeitos, um interruptor wireless. Faz-se uma passagem directa da fase/neutro para a lâmpada inteligente, para que fique sempre ligada; e o interruptor serve apenas para sinalizar o módulo wireless de quando está ligado ou desligado. Como podem ver no gif animado ali em cima, o tempo de resposta do acender da luz continua a ser instantâneo... com a vantagem de que o actuar do interruptor poderá sinalizar muitas outras acções que desejem fazer e estejam acessíveis via "casa inteligente" (por exemplo, acender múltiplas lâmpadas ou fitas LED, mesmo noutras divisões; apagar tudo, baixar a luminosidade se estivermos numa certa hora, etc. etc.)

Para além disso, e tendo em conta que o módulo é wireless (e tem autonomia para um ano ou mais) nada vos impede de replicar esta ideia em qualquer outro local, mesmo que não seja num interruptor de parede. Por exemplo, com um pouco mais de trabalho até o transformam num sensor de pressão que detecta quando estão sentados no sofá... e que possa parar o filme que estejam a ver na TV caso se levantem para ir buscar alguma coisa à cozinha... :)

13 comentários:

  1. Carlos, qual é o link do tópico onde se encontra a explicação do que foi feito? Tenho estado a procurar mas não encontro?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem... o "tópico" resume-se à imagem... é apenas soldar aqueles dois fios. :)
      Mas podes apanhar o Abílio no Slack se tiveres dúvidas.

      Eliminar
  2. Existe um switch já pronto para esta função que até é mais barato que o modulo portas/janelas.

    ResponderEliminar
  3. Qual o endereço de slack para eu me juntar? :)

    ResponderEliminar
  4. Um video-tutorial é que era para a malta que não percebe e ja agora o link desse switch.. Sempre é uma opção mais barata em relação à marca fibaro e afins ;)

    ResponderEliminar
  5. Artigo muito interessante.
    O Jorge Rocha sabe que qualquer comando de garagem, pode ser escondido atrás de um interruptor de pressão por 5 Euros, mas a vantagem do descrito no artigo é o protocolo ZiGBEE.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vitor Sousa eu não disse que não havia vantagem no zigbee, apenas que já havia um artigo com essa função evitando as soldaduras que muitos não estão á vontade com o processo de fazer modificações.

      https://www.gearbest.com/smart-light-bulb/pp_257679.html

      Eliminar
  6. E ninguém nos consegue explicar? Era porreiro pessoal...

    ResponderEliminar

[pub]