2017/11/27

Shell promete carregamentos rápidos de 5 minutos com a Ionity


A Shell quer derrubar um dos principais entraves à adesão dos automóveis eléctricos, instalando carregadores rápidos nos seus postos que poderão "abastecer" veículos eléctricos em apenas 5 minutos.

Enquanto autonomias como as que são anunciadas para o futuro Tesla Roadster (1000km!) se tornarem comuns, a maioria das pessoas terá que lidar continuamente com a gestão da autonomia do seu veículo eléctrico. E isso não só se refere à questão de garantir que se pode chegar a casa ou um local onde possa carregar o carro, como também ao tempo que isso demorará a ser feito.

Poder recarregar um carro eléctrico no mesmo período de tempo que habitualmente demora a operação de abastecimento é considerada uma das grandes metas para os veículos eléctricos, e a Shell acredita que isso já pode ser feito, recorrendo aos carregadores da Ionity - empresa criada por um consórcio de grandes marcas europeias - e que permite recarregar até 350kW de energia em apenas 5 minutos (nos carros compatíveis com esse sistema de carregamento rápido).

A Shell vai avançar com a instalação destes carregadores em 80 postos de vários países Europeus (infelizmente Portugal ainda não está contemplado), que passarão a integrar uma rede pan-europeia que se espera ter pelo menos 400 postos em 2020.


... Pelo que me parece das discussões (no bom sentido) que temos tido na nossa mailing list a propósito deste tema, poder recarregar o carro em apenas 5 minutos seria um argumento que faria grande parte dos "resistentes" renderem-se aos carros eléctricos (isto, e preços mais atractivos! :)

7 comentários:

  1. Vejam ali em baixo "Efacec" Estes carregadores são feitos pela Portuguesa Efacec... Nem sei se em portugal temos disto... Há uns PCR? serão da Efacec?

    ResponderEliminar
  2. Estes carregadores sãoda Efacec. Pelo que vejo em notícias de língua inglesa a empresa é um dos líderes a nível mundial em super carregadores. Já há carregadores iguais na A1.

    ResponderEliminar
  3. Efacec é referência mundial em diversas áreas... :)

    ResponderEliminar
  4. Era como escrevia há uns tempos... ou é um sistema de substituição de baterias quase instantâneo ou então carregamentos em menos de 5 minutos... mais do que isso iria manter os carros eléctricos afastados da realidade... quem achava que 15 minutos era razoável não lida com a realidade, sim, é razoável para quem vai deixar ali o carro horas (e muitos já penalizam monetariamente ao minuto extra que lá estiver a ocupar lugar!), mas para quem anda a trabalhar estar parado 15 minutos ou mais para carregar baterias era inaceitável, agora 5 minutos já está dentro do normal e certamente que fará arrancar as vendas a sério, pois acaba-se esse último obstáculo do tempo de espera... partindo do princípio que a autonomia é +/- equivalente à dos veículos equivalentes aos de hoje em dia, claro! E que caso as baterias vão à vida num instante as mesmas não são demasiado caras de substituir.

    ResponderEliminar
  5. Só deixo esta questão: de onde virá tanto lítio?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não precisaremos de "tanto lítio" se pusermos de lado a ideia louca de que cada pessoa terá que ter o seu próprio carro. A carga ambiental de produção de dezenas de milhões de automóveis, que passam 90% do tempo parados a ocupar espaço é uma absurda loucura.

      Num mundo ideal (utópico, eu sei) não haveria necessidade de lugares de estacionamento, pois os carros nas estradas estariam sempre a ser utilizados e em circulação...

      A verdadeira revolução será a nível de optimizar os transportes pessoais, à medida de cada um, de forma eficiente, para que não se percam horas diariamente em filas de trânsito como actualmente acontece.

      Eliminar

[pub]