2013/01/28

739KB Guardados em DNA


Não é a primeira vez que os humanos se voltam para a Natureza para se inspirarem e resolverem problemas complicados. Por muito que um especialista ou estudioso (ou até mesmo um génio) consiga fazer nas décadas de vida produtiva que tem; nunca conseguirá fazer os biliões de experiências que a Natureza fez ao longo de milhares de milhões de anos de evolução - e onde muitos problemas foram igualmente enfrentados, e ultrapassados.

Por exemplo, no que toca a guardar informação, temos um método altamente eficiente e compacto: o DNA. Que permite que uma simples célula possa servir como base de criação de todo um animal, com toda a sua complexidade. Usar o DNA para guardar dados digitais não é ideia nova, mas desde a última vez que falamos nisso já muito se fez, e agora os cientistas conseguiram guardar 739KB de dados num pequeno fragmento de DNA.

Se estes 739KB não impressionarão ninguém (embora tenham sido suficientes para armazenar todos os sonetos de Shakespeare, um PDF, uma foto, e um clip de áudio de 26s), talvez se perceba o interesse no desenvolvimento desta tecnologia quando se percebe que poderá ser facilmente expandida de forma a guardar 3 Zettabytes de dados - sempre num formato ultra compacto, e que poderá ser facilmente armazenado durante centenas de anos.

Claro que para isso acontecer será necessário criar tecnologia que permite guardar estes dados de forma economicamente viável, e de preferência que possam ser escritos e lidos em tempo aceitável. Mas, mesmo considerando que se poderiam demorar horas a recuperar a informação lá guardada - ainda assim seria um sistema de armazenamento bastante interessante para guardar informação "civilizacional" que se desejasse manter para a posteridade e para as gerações futuras.

Esperemos é que, um pouco à semelhança do que aconteceu com formatos obsoletos, não se venha a cair no ridículo de no futuro não se ter acesso a tecnologia capaz de ler estes dados (um pouco ao estilo do que aconteceria se hoje em dia desse uma cassete áudio ou de VHS a alguém. ;)

2 comentários:

  1. Peço desculpa pela intromissão. Permita-me que faça um reparo:

    — 739Kb (b minúsculo) são 739 kilobits;

    — 739KB (B maiúsculo) são 739 kilobytes.

    Segundo as notícias, neste caso são 739KB.

    ResponderEliminar

[pub]