2014/05/22

Moto 360 poderá custar apenas $250


O Moto 360 é um dos smartwatches mais expectativas tem criado, rompendo com o tradicional design quadrados que os candidatos a smartwatches nos têm trazido. Mas ter um design atractivo não serviria de muito se o seu preço fizesse com que poucos o pudessem comprar, coisa que felizmente... parece não ser o caso.

A Motorola está a promover um concurso para que se desenhe um design inspirado para um relógio a apresentar no Moto 360, e por requerimentos legais é obrigada a indicar o valor dos prémios. Esse valor está a ser declarado como sendo de $249 para o Moto 360 que será oferecido ao vencedor. Um valor que mesmo não sendo acessível para todos, vai de encontro ao que se esperava (pela positiva). Para referência, um Samsung Gear 2 é mais caro (€300) e tem a desvantagem de apenas funcionar com alguns equipamentos Samsung.

O Moto 360 será também um dos primeiros wearables a utilizar o Android Wear, um sistema que terá uma forte dependência do Google Now. Algo que por um lado é bom - quem o usa saberá que a cada semana o sistema vai ficando melhor e dando-lhes sugestões e informação que são úteis, sem que tenha que "fazer nada" por isso - mas por outro lado irá demonstrar também as suas limitações ao não suportar os comandos de voz em português como se desejaria.

Venha de lá este Moto 360 a $249/€249... que certamente não faltarão interessados em levá-lo já para as férias deste Verão. E vocês, que vos parece um Moto 360 por este valor?

16 comentários:

  1. Excelente preço. Pena o google now ainda não aceitar comando em português... Mas até ponha de lado esse pormenor se o Moto 360 funcionar com o iPhone...

    ResponderEliminar
  2. O valor não é descabido. resta saber se o hardware é expansível ou actualizável.

    ResponderEliminar
  3. Se for como o moto x que chegou a europa 2 vezes mais caro lol
    nao acredito nesse valor para a europa....oxala esteja errado

    ResponderEliminar
  4. Eu tenho um Moto G de 16 GB que me custou €160, completamente novo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comprei-o em Inglaterra, no supermercado Tesco.
      http://phone-shop.tesco.com/

      Eliminar
    2. Não me parece que enviem para portugal. Não quero ir ao Reino Unido para poupar 20€ de diferença para Amazon.

      Eliminar
  5. Estou de acordo: venha ele. E rápido...

    ResponderEliminar
  6. Eu quero um para juntar ao Moto G. As imagens que temos visto com melhor aspecto são com braceletes de metal. Talvez esse valor seja para o conjunto mais barato e haja outros mais caros.

    ResponderEliminar
  7. Se compararmos este moto 360(ou os gear) com um qualquer smartphone de 249$ não acham que o smartwatch é caro? o smartphone tem mais funções/tecnologia/tamanho(materiais) ... digo eu, não me vejo a dar quase tanto como o smartphone que tenho no bolso por uma extensão bluethoot ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Considerando que tens fitness trackers que custam $100 e $150, e se limitam a ser um "sensor com bluetooth", este Smartwatch parece-me bem mais interessante.

      Esse argumento que usas (e bem) também se aplica ao tablets/smartphones. Porque motivo um smartphone com características idênticas/piores que um tablet é por vezes substancialmente mais caro? E a questão é a de que fazer algo mais pequeno muitas vezes fica mais caro que algo grande (embora também haja o factor do "valor atribuído").

      Dito de outra maneira... vai a uma loja de relógios e vê quantos relógios encontras facilmente a 300, 400, 500 e mais euros - e... "só dão as horas"! :) Se há quem dê 200€ por relógios de plástico, será que dar 250 por um Moto 360 será assim tão descabido?

      Eliminar
    2. Eu como aficionado de Relógios (não de plástico)já paguei até 600 euros, e se quiser vender ainda vale bem mais que 400... Por isso custa a aceitar a comparação... Mas falando de plástico/lixo tipo swatch/diesel/marcas de roupa ..e muito relógio que custa até 500€ com valor de produção abaixo dos 20€ aí tens roda a razão.
      E para muitos o relógio não é apenas para ver as horas ;-) é paixão !!!

      Eliminar
    3. Penso que nos wearables a coisa irá evoluir precisamente nesse sentido: a da "paixão". Eventualmente as capacidades e novidades dos topos de gama irão diluindo-se e ficando disponíveis até nos "baixos de gama" (veja-se o que hoje em dia se consegue ter num smartphone de 100€... face ao que se tinha num topo de gama de 600€ há 3 ou 4 anos)...

      Acontecendo isso, a decisão acabará por ser o factor "gosto". E nesse aspecto acho que este Moto 360 é (por agora) um dos modelos que consegue suscitar essa paixão face aos outros modelos quadradões - nem que seja pelo facto de por agora ser incomum... Quando se chegar ao ponto de termos dúzias de smartwatches redondos, a coisa mudará certamente de figura.

      Eliminar
  8. por esse preço, e se se comprovar as funcionalidades, fico interessado num

    ResponderEliminar

[pub]