2014/07/21

Google descontente com Samsung devido aos wearables?


Relatos do descontentamento do Google em relação à Samsung relativamente à forma como se tem afastado do Android "puro" já eram conhecidas; e agora parece que o seu relacionamento poderá vir a piorar devido aos wearables.

Todos os fabricantes estão a olhar para os wearables como o novo segmento decisivo para o futuro, e sinal disso mesmo é o Google ter dedicado uma versão especial do Android para esse fim: o Android Wear. Mas há relatos que nos bastidores o Google e a Samsung tenham tido reuniões bem complicadas, com o Google a não gostar que a Samsung esteja a investir mais recursos nos seus Galaxy Gear (agora a correr Tizen) do que a apostar e promover o seu Android Wear. Neste momento a Samsung tem o Gear Live com Android Wear, e os Gear 2, Gear Neo e Gear Fit com Tizen.

Por um lado, pode-se perceber o interesse do Google em dominar a plataforma, e evitar que surjam cada vez mais modelos como os Gear com Tizen que funcionam apenas com (alguns) modelos da Samsung - enquanto que com o Android Wear, ficariam aptos a trabalhar com smartphones Android de todas as marcas. Mas por outro lado, também temos que considerar que a Samsung é responsável por mais de metade do mercado Android - e será graças a esse peso que o Google vai "engolindo os sapos", ao permitir que a Samsung lance versões próprias das apps de sistema, e até disponibilize a sua própria Samsung Store de apps; coisa que noutros fabricantes daria direito imediato a perder o acesso aos serviços oficiais do Google.

Parece que se aproxima cada vez mais um confronto em que estes dois gigantes irão definitivamente arreliar-se ao ponto de cortar relações. E tal como anteriormente já referimos... nesta fase continuamos na dúvida sobre quem teria mais a perder: se o Google, se a Samsung.

4 comentários:

  1. Continuo a achar que a Samsung está a preparar uma saída para o Tizen... Acho que só lhe falta um flagship arrancar (tal como agora com as Google Edition) com: Android (TouchWiz) e Tyzen...
    A Samsung está no topo actualmente, e é nesta altura que tem que tomar uma decisão, senão vai pelo caminho de pedras que a HTC está a trilhar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os grandes também caem...tipo nokia e blackberry!
      Até bem pouco tempo cá em casa era tudo samsung...este ano mudou tudo para LG e NEXUS power :D

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Houve outra leitura que foi feita a partir da questão de não haver API para fazer um mostrador de relógio numa app para Android Wear - a de que ainda não está pronto para smartwatchs.

    Se calhar é isso que entende a Samsung. E mais não se saber que alterações o Android L implica no Wear.

    ResponderEliminar

[pub]