2015/02/18

Apple cortou funcionalidades de "saúde" do Apple Watch por culpa dos sensores?


A Apple pode ter contratado muitos especialistas na área dos sensores médicos e biométricos nos últimos anos, mas parece que ainda não será na primeira geração do Apple Watch que veremos os resultados disso.

Depois dos relatos que apontavam que a autonomia do Apple Watch não iria ser milagrosa e ser idêntica à dos restantes smartwatches no mercado; surgem agora rumores de que também não irá ser possível - por agora - cumprir com as ambições de um dispositivo capaz de monitorizar inúmeros parâmetros sobre a saúde do seu utilizador, como a pressão sanguínea, stress, etc.

São apontados vários aspectos que estarão na origem deste "corte", como não entrar em áreas que obrigassem o dispositivo a cumprir com regulamentação na área da saúde; mas principalmente... por culpa dos sensores disponíveis e que não dão resultados fiáveis - algo que facilmente pode ser comprovado pelos utilizadores de outros smartwatches, e que têm que aprender a lidar com os seus aparelhos quando estes dão valores "estranhos" em coisas como a medição da frequência cardíaca, ou até no número de passos contabilizados. Basta ter a bracelete mais/menos apertada para que se obtenham resultados diferentes, e até um braço mais peludo poderá tornar muito complicada a obtenção de uma medição.

Limitações do mundo real que terão deixado a Apple um pouco "perdida" sobre à forma como "vender" este Apple Watch sem esses factores diferenciadores - mas que não parece ter abalado a confiança de que este smartwatch irá vender aos milhões, com a indicação de que a Apple terá encomendado entre 5 e 6 milhões de Apple Watch para o lançamento. Destes cerca de 50% serão do modelo mais económico (349 dólares), 33% serão do modelo intermédio e 17% do modelo "exclusivo" em ouro (ambos ainda sem preço anunciado).


Resta agora saber se isto é apenas a constatação do esperado - de que a Apple não conseguirá fazer muito melhor do que os outros fabricantes com a tecnologia actualmente disponível - ou se se tratará de alguma táctica de desinformação para baixar as expectativas, para que no evento de lançamento toda e qualquer revelação tenha muito maior impacto.

1 comentário:

  1. Isso até podem tirar a função de dar horas que o pessoal não se importa.

    ResponderEliminar

[pub]