2015/03/12

O adeus ao Nexus 5 - o último "grande" Nexus?


O Google remodelou a sua loja de produtos online e com essa remodelação desapareceu do catálogo aquele que ficará certamente para a história como o mais desejado e bem sucedido smartphone Nexus de sempre: o Nexus 5.

Os smartphones Nexus foram desde início modelos de referência com que o Google incentivava os parceiros a fazer mais e melhor, e servindo como plataforma para que developers criassem mais e melhoras apps para Android, numa altura em que eram vistas como o "parente pobre" das apps disponíveis para iOS.

Com o Nexus 4 o Google surpreendeu tudo e todos, ao disponibilizar um smartphone de topo a um preço bastante acessível (na altura, 300 euros por um smartphone com ecrã HD, era "revolucionário"). E com o Nexus 5 essa mesma política tornou-se imediatamente num sucesso de vendas, com uma enorme clientela que durante meses teve que desesperar pela falta de stock deste smartphone Full HD, que basicamente custava cerca de metade de qualquer outro com características idênticas.

Eram por isso altas as expectativas para o seu sucessor, o Nexus 6, que infelizmente se tornou num balde de água fria. O Nexus 6 não só tinha cedido à moda dos phablets e adoptado um formato demasiado grande para a maioria dos utilizadores... como se esqueceu do preço competitivo das gerações anteriores. O Nexus 6 custa $649... um preço que o coloca a anos-luz de distância da relação custo/benefício conseguida pelo Nexus 5.

Por isso mesmo o Nexus 5 continuou a ser mantido pelos seus utilizadores, e mesmo mais de um ano após o seu lançamento, continuava a ser uma boa compra para quem desse prioridade às actualizações Android directas do Google (com a chegada do Lollipop ganhou também alguns bugs indesejados, mas que finalmente estão prestes a ser corrigidos com o Android 5.1 que já está em distribuição.)



É difícil prever o que futuro trará, mas parece-me difícil que o Google se volte a aventurar na comercialização de smartphones a preços ultra-competitivos que roubem vendas aos seus parceiros. Por outro lado, há que ter também em conta que temos cada vez mais fabricantes chineses que praticam preços "de guerra" e que vão oferecendo uma qualidade crescente. Alie-se a isto o facto de até os smartphones de gama média/baixa começarem a ter um hardware suficiente para uma utilização despreocupada... e facilmente se imagina como será cada vez mais difícil convencer o mercado a pagar fortunas por smartphones (embora haja marcas que ainda não sentiram necessidade de se preocupar com isso... por enquanto.)


Em suma... adeus Nexus 5. Continuarás a ser lembrado e acarinhado como sendo o "melhor" smartphone Nexus de sempre.

6 comentários:

  1. Que maquina.
    Em Kitkat é simplesmente perfeito no lolipop ainda não tem a mesma qualidade que tinha mas espero que isso agora fique resolvido.
    Revolucionou por completo a minha experiência de android, vinha de um optimus black onde tinha de meter rooms alternativas para funcionar razoavelmente bem.
    Continuo a ver imensa gente que comprou recentemente ou queria comprar, acho mal terem descontinuado apesar de nesta altura já termos outras opções (one+1, pena ser maior).
    Tá no meu top de melhor telemóvel empatado com o meu nokia n95 black (na altura tb era brutal e ainda hoje funciona impecavelmente o que diz bem da qualidade.)
    Comprei há mais de 1 ano por 300€ e foi das melhores compras que fiz.

    ResponderEliminar
  2. Ainda não compreendi ao que chamam de bugs do Lollipop no Nexus 5
    Não lhe encontro assim nada de bugado...

    ResponderEliminar
  3. Há uns rumores que indicam que possivelmente o próximo fabricante do nexus será a Huawei. Se assim for é possível voltar a ver um Nexus a preço da chuva. Para a Huawei é uma óptima oportunidade de mostrar o know-how da marca (especialmente os novos processadores Kirin) e ganhar notoriedade.

    ResponderEliminar
  4. O 5.1 melhorou novamente a performance ;)

    ResponderEliminar
  5. O 5.1 melhorou novamente a performance ;)

    ResponderEliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

[pub]