2018/02/24

Jeff Bezos inicia construção de relógio que funcionará por 10 mil anos


O tempo é aquela dimensão que habitualmente nos reduz à nossa insignificância, mas Jeff Bezos vai tentar deixar uma marca um pouco mais durável, tendo iniciado a montagem de um relógio que deverá funcionar durante 10 mil anos.

Não é fácil ter a percepção do que são 10 mil anos. Quando olhamos para o passado e nos tentamos recordar de coisas "antigas", é inevitável que surjam no pensamento construções como as pirâmides. Depois, descobrimos que as mais antigas pirâmides egípcias foram construídas em cerca de 2600 A.C. e os mais antigos templos megalíticos datam de 3500 A.C. - fazendo com que estas estruturas tenham "apenas" cerca de 5000 mil anos. Isto já nos dá uma ideia do que significa ter a pretensão de construir algo capaz de durar 10 mil anos, data que dista da nossa o mesmo tempo que agora dista das mais primordiais origens da nossa civilização.

A ideia de construir este relógio surgiu de Danny Hillis em 1995, com Jeff Bezos a ter-se interessado pelo projecto mais recentemente. Nos últimos anos foram construídos protótipos e modelos à escala e agora, finalmente, tem início a construção do relógio em escala total - com uma altura de 150 metros e ficado alojado no interior de uma montanha, sendo alimentado pelos ciclos térmicos da noite e dia.

O que não fica claro é se este relógio dos 10 mil anos conseguirá funcionar durante os 10 mil anos sem ter qualquer supervisão, ou se esses 10 mil anos se limitam apenas à sua capacidade mecânica - desde que haja a devida manutenção. A referência de que a equipa actual deixará a programação dos "festejos" milenares para as gerações futuras faz-me suspeitar que a ideia será ter pessoas a cuidar dele.

... O que obrigatoriamente me faz imaginar aqueles cenários futuristas, das gerações futuras a tratarem desta máquina de forma ritual, tendo-se perdido a história da origem deste mecanismo nos confins da História. (Da mesma forma que hoje em dia temos tantas perguntas sobre algumas das coisas que se passaram há milhares de anos atrás...)

3 comentários:

  1. funcionará por 10 mil anos...até avariar :P

    ResponderEliminar
  2. Sou um apaixonado por relógios e qualquer outro tipo de máquinas ou dispositivos que ajudem a contar o tempo, mas gosto sempre de recordar que o tempo (cronológico) 'per se' não existe. É um conceito humano ilusório mas persistente (vá, e útil para nos ajudar a comunicar e coordenar uns com os outros, mas ilusório.)

    https://youtu.be/vrqmMoI0wks

    ResponderEliminar
  3. "(...)
    O tempo! Passará realmente? Qual a razão de esbarrarmos em obstáculos referentes a esse princípio, quando aí se quer prosseguir no pensar? Muito simples, porque o pensamento básico é falso; pois o tempo permanece parado! Nós, sim, é que marchamos ao seu encontro! Investimos pelo tempo adentro, que é eterno, procurando dentro dele a Verdade. O tempo permanece parado. Continua o mesmo hoje, ontem, e em mil anos! Somente as formas é que variam. Mergulhamos no tempo, para haurir no seio de suas anotações, a fim de fomentar nosso saber com as colecções que ele encerra! Pois nada se perdeu, tudo ele preservou. Não mudou, porque é eterno. Tu também, ó ser humano, és sempre apenas o mesmo, quer pareças jovem ou velho! Permaneces aquele que és! Tu próprio ainda não o percebeste? Não notas nitidamente uma diferença entre a forma e o teu “eu”? Entre o corpo, que é sujeito a alterações, e tu, o espírito, que é eterno?
    (...)"
    in. "Na Luz da Verdade - Mensagem do Graal de Abdrushin", Edição de 1931.

    ResponderEliminar

[pub]