2018/03/26

Google impede acesso às Google Apps em Androids não certificados


A Google está a endurecer a luta contra a utilização indevida das Google Apps em equipamentos Android não certificados, o que irá chatear muitos utilizadores e pressionar muitos fabricantes a tomarem decisões importantes.

O acesso à conta Google é algo que todos os utilizadores tomam por garantido num equipamento Android, mas que nem sempre é feito da forma correcta pelos fabricantes. Oficialmente, as apps da Google (incluindo coisas com o Gmail, Google Calendar, e a própria Play Store) só podem ser incluídas de origem num smartphone caso este tenha sido certificado pela Google; mas muitos fabricantes optam por dispensar esse passo... e até ao momento, podiam fazê-lo sem grandes repercussões - mas isso deixará de acontecer, pois a Google começou a bloquear o acesso às Google Apps nos Android não certificados.


O efeito mais imediato é que muitos utilizadores ficarão com um smartphone Android "inutilizado", sem acesso aos serviços da Google nem Play Store; com a Google a atirar a culpa do problema para o fabricante, por não ter tratado da certificação - o que não deixa de ser correcto, mas de pouco consolo para o utilizador final que fica com um "tijolo" nas mãos.

Esta será uma forma da Google de pressionar ainda mais os fabricantes para que decidam que caminho querem seguir: ou tratam da certificação e põem tudo em ordem... ou então deixam de poder "aproveitar-se" dos serviços da Google.


Se por um lado se podem perceber as motivações da Google, de querer garantir que a sua experiência Android tem um mínimo de segurança e qualidade; por outro lado este tipo de medida pode ter consequências que não eram as esperadas. Em vez de se ter mais fabricantes a apostar em coisas como o Android One (que seria o desejado), podemos acabar por ter mais fabricantes a apostar em ecossistemas Android alternativos, como já acontece na China e por todos os que não querem usar os serviços do Google nem Play Store (não faltam app stores alternativas).


Para saberem se estão sujeitos a encontrar aquele aviso, podem dar um salto às informações nas definições da Play Store, que indicará se o vosso dispositivo está certificado ou não.

Nota adicional: para os utilizadores de custom ROMs é possível registar dispositivos manualmente para terem acesso às Google Apps - com um limite máximo de 100 dispositivos por Android ID.

20 comentários:

  1. Ui... Isto vai começar a aquecer...
    Uma das saídas para os mais azarados será usar algumas apps alternativas a partir da Apptoide, certo?
    https://aptoide.pt

    ResponderEliminar
  2. É tudo bem simples: O Android existe para que o Google tenha acesso a dados dos utilizadores de maneira irrestrita, algo que só é possível em equipamentos onde o Google tem controle total. “Ah, mas eu tenho uma ROM XPTO programada por unicórnios e que é mais rápida que o Android puro”. 99% dos utilizadores Android não têm ideia do que é isso. Eles usam o smartphone para redes sociais, Google, You Tube e pouco mais. Eles não sabem e nem vão instalar ROMs alternativas. Sim, o Google tem as pessoas onde quer e tem gente que acha que tem “privacidade”...

    ResponderEliminar
  3. acho muito bem!
    tenho uma rom que diz não certificada (carbonrom) mas todos os dispositivos com LineageOS aparecem certificados!

    ResponderEliminar
  4. O meu Redmi Note 3PRO com a MIUI 9 Global Beta aparece como não certificada...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui está igual. Nem sei se devo preocupar-me. 😕

      Eliminar
  5. Nota importante, o Android ID é novo cada vez que fizerem "factory wipe", o que é recomendado fazer a cada instalação de ROM,...ou seja o limite de 100 pode ser bastante curto !!!

    ResponderEliminar
  6. Existe uma alternativa, "microG": https://microg.org/ ;)

    ResponderEliminar
  7. Tenho um velhinho mas "máquina" LG G2 com a rom original e aparece como não certificada.
    Tenho um Xiaomi mi Note 3 versão Internacional, com a rom 9.1.4 Global e aparece como certificada.

    Será que a LG aqui à uns anos não certificava as roms?😕😕😕😕

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu G2 aparecere certificado.
      Vê se tens a playstore actualizada.
      Instala no PC a suite da LG e verifica, ligando ao telem ao PC se tens actualização para o menino

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    3. Tens root? Que que o meu tem root, não sei se isso pode ter influência.

      Eliminar
    4. Tenho root, mas com rom Stock.
      ANDROID VERSION: 5.0.2
      BUILD NUMBER: LRX22G
      SOFTWARE VERSION: V30C-TMN-PT (Desbloqueado :P )

      Eliminar
    5. Também tenho um LG G2 e aparece certificado com rom original.

      Eliminar
  8. O meu OnePlus 3T está certificado.
    Como é chinesada, ja temia que não o fosse.. :/

    De qualquer das formas, acho que é um jogo baixo, por parte da Google..
    Penso que se devia, neste caso, rever se por não abranger casos retroactivos..
    Concordo com a medida, mas deveria afectar devices fabricados APENAS a partir desta data e não casos anteriores. Até porque, se é assim tão importante para a Google, porque não o fizeram mais cedo??

    ResponderEliminar
  9. Pode ter a ver com o facto de ter root no meu ONEPLUS 2, realmente pode ser isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho root no meu LG G2 e ja tive meu OnePlus 3T (agr sem root) e não era por isso que deixaram de estar certificados :/

      Eliminar
    2. Pois então assim já não sei porque estará o meu OP2 não certificado...

      Eliminar
  10. O registo manual está a dar-me erro... E testei mais do que um equipamento...

    ResponderEliminar
  11. Xiaomi MI A 1 certificado, Xiaomi redmi 5 plus não certificado , este Redmi não entendo comprei este equipamento há menos de 1 mês e notei que não podia instalar a app da Netflix, achei estranho, mas depois não dei mais importância, agora esta noticia, ai Xiaomi, é bom que façam o processo de certificação

    ResponderEliminar

[pub]