2019/01/02

App de comparação de rostos deixou todas as selfies acessíveis publicamente


O Twinning da Popsugar é uma ferramenta que permite que os utilizadores enviem uma selfie para descobrirem qual a celebridade com que mais se parecem, mas o que não sabiam é que as suas fotos passavam a ficar inadvertidamente disponíveis para toda a internet ver.

Tal como outros casos no passado, esta divulgação inesperada de dados privados estava a ser feita devido a uma configuração errada de uma base de dados nos serviços de cloud da Amazon, que a Popsugar deixou com acesso público. Queria isto dizer que qualquer pessoa que acedesse a esta base de dados teria acesso a todas as fotos que tivessem sido enviadas para lá.

Se por um lado se pode argumentar que qualquer pessoa que esteja disposta a enviar uma selfie para um serviço deste tipo, provavelmente já terá publicado a sua selfie em muitos outros lado; por outro lado isso não desculpa o facto de se estar perante uma flagrante violação da privacidade dos utilizadores.

Parece que só quando começarem a chegar aos tribunais os primeiros casos que resultem em multas substanciais por conta do RGPD é que empresas e serviços irão começar a prestar mais atenção ao tratamento dado aos dados privados que vão recolhendo. E mesmo assim, é uma penalização que em nada evita que o mal já tenha sido feito: quando se tem informação de milhares ou milhões de pessoas, que poderá conter coisas como emails, moradas, ou neste caso as suas selfies, a circularem na internet... já nada nem ninguém as conseguirá fazer desaparecer.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]