2019/04/10

Revelada primeira foto de um buraco negro


Após anos de processamento, o projecto Event Horizon Telescope (EHT) vai finalmente revelar as imagens de um buraco negro, que servirão para ficarmos a conhecer mais um pouco sobre estes misteriosos corpos celestes de onde (quase) nada escapa.

O projecto EHT recorreu a rádio-telescópios espalhados pelo mundo para focarem a sua atenção em dois buracos negros: o que está no centro da nossa galáxia, e outro muito maior, no centro da galáxia M87. Combinando os petabytes de informação recolhida por estes telescópios, os astrónomos conseguiram criar um telescópio virtual com uma dimensão equivalente ao tamanho da própria Terra, permitindo criar imagens com o maior detalhe de sempre das imediações destes buracos negros.

A sessão está a decorrer neste preciso momento, aguardando-se a revelação das imagens a qualquer momento.

Actualização: aqui está ela, a primeira foto real de um buraco negro!




Para se ficar com uma melhor ideia do que foi necessário para se obter esta imagem, a resolução utilizada seria suficiente para se poder ler um jornal em Nova Iorque estando-se sentado em Paris.




9 comentários:

  1. "Combinando os terabytes de informação recolhida por estes telescópios, os astrónomos(...)"
    Correcção PetaBytes, 5 Petabytes

    ResponderEliminar
  2. Recentemente fiquei a saber que Matéria negra, Anti-matéria e Buracos negros são tudo coisas diferentes ;)
    Há uns podcasts interessantes sobre estes assuntos chamados "Daniel and Jorge explain the universe".

    ResponderEliminar
  3. Que excelente. Passará a ser uma data para assinalar na história da astronomia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E claro, tinha que ser...
      Li um comentário no jornal Observador por parte de um pobre "terraplanador" (oops, é terra-cof-cof-planista, não é?) comentando que ainda não é desta que a "NASA" publica imagens credíveis e verdadeiras, porque... "CGI" e "algoritmos"... :D

      Pronto, lá ficou a parte idiótica da humanidade com os seus 15 minutos de fama diária...

      Eliminar
    2. Sinceramente não percebo essa gente.

      Eliminar
  4. Faltou dizer que isto foi possível graças à jovem Katie Bouman que desenvolveu o algoritmo por trás da experiência: https://www.ted.com/talks/katie_bouman_what_does_a_black_hole_look_like

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela é UMA das que criou UM dos algoritmos que foi usado para a descoberta, ela nem chefe desse projeto era.
      Não vejo ninguém a dizer estas coisas sobre todos os outros algoritmos utilizados durante esta descoberta. E os criadores do hardware usado, dos computadores, dos monitores, quem construiu os observatórios, etc etc etc etc etc etc etc etc etc
      Por alguma razão alguém se lembrou se espalhar pelas redes sociais sobre a "pequena Katie Bouman, estudante no MIT" sobre uma mulher que é professora na Caltech, tem doutoramento em engenharia eletrónica e falarem dela como a grande razão para esta descoberta...
      Isso é como atribuir o primeiro lugar do Vettel à Pirelli porque ele usou pneus deles...
      Sim ela é espetacular e o algoritmo que foi criado por uma equipa da qual ela fazia parte foi usado para chegar ao objetivo, tal como muitos outros algoritmos, muitas outras tecnologias, e o trabalho DIRETO de MUITOS cientistas.

      Eliminar

[pub]