2019/05/20

App VidMate infectou 500 milhões de Androids com adware


A app VidMate, que permite fazer o download de vídeos do YouTube e outras plataformas para que sejam vistos em modo offline, tem afinal "funcionalidades extra" indesejadas, fazendo visualização fraudulenta de publicidade e até subscrevendo os utilizadores em serviços pagos sem o seu consentimento.

Investigadores de segurança descobriram actividade preocupante na app VidMate para Android, em que a app é capaz de apresentar publicidade invisível, gerar cliques falsos na mesma, assim como instalar outras apps, efectuar compras de apps, e também subscrever serviços pagos. E como se isso não fosse suficientemente preocupante, temos o pequeno detalhe de que se trata de uma app que já foi instalada mais de 500 milhões de vezes.

Os sintomas que podem ser notados pelos utilizadores são o consumo excessivo de bateria e dados, aquecimento excessivo do seu smartphone mesmo quando "não deveria estar a fazer nada" e, claro, verem o seu saldo desaparecer. A actuação do VidMate foi comprovada de forma consistente em múltiplos equipamentos e, embora um representante da app tenha começado por negar todas as acusações, depressa se remeteu ao silêncio, deixando de responder às questões apresentadas.

O mais preocupante no meio de tudo isto, é que a cada novo episódio deste tipo se perca a confiança naquilo que se deve ou não instalar num smartphone - sendo que nem mesmo o facto de ser usado por centenas de milhões de utilizadores poderá ser visto como garantia de que é uma app de confiança. E o pior de tudo é que, qualquer uma das apps que se instale, pode ser a porta de entrada para a instalação de rootkits que depois são praticamente impossíveis de eliminar (e é indiferente ser Android ou iOS, como o recente caso do WhatsApp demonstrou).

Vamos ver se a Google adiciona este VidMate à lista de apps na lista negra e o remova automaticamente dos dispositivos afectados (naqueles que tiverem o serviço Google Play Protect)... ou se vai deixar que o peso dos 500 milhões de utilizadores lhes mereça tratamento especial. A app não está disponível na Play Store da Google (como seria de antever, considerando a sua funcionalidade principal) mas está presente em muitas lojas alternativas ou mediante instalação directa via apk.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]