2019/09/02

Como vai funcionar o tracker da Apple para encontrar objectos perdidos


Com os iPhones 11 e iOS 13, espera-se que a Apple apresente também a sua solução de trackers Bluetooth para evitar perder outros objectos.

Os trackers Bluetooth - como o Lapa, nacional - têm sido um produto de nicho, mas preparam-se para receber uma revitalização com o lançamento de um produto idêntico, da Apple. Pouco maiores que uma pilha de relógio, a ideia é colocar estes trackers nos objectos de valor ou que não se queira perder, e passamos a ser alertados assim que nos afastarmos demasiado deles; ou podemos ver a sua localização (com algumas limitações) caso fiquem perdidos. E é aqui que a Apple terá feito aquilo que o Android teve oportunidade de fazer durante anos, mas não fez.


Tratando-se de dispositivos Bluetooth o alcance de comunicação destes trackers é limitado. Daí que alguns deles se tenham lembrado da feliz ideia de usar smartphones de outras pessoas para localizar objectos perdidos. A ideia é que, mesmo que não se esteja ao alcance de um objecto que se tenha perdido, se outra pessoa passar perto dele, seríamos notificados disso.

O problema é que de momento isso apenas funciona se quem lá passar por perto também tiver a app do respectivo tracker instalada - o que complica bastante a situação. Mas com o iOS 13, a Apple fará com que todos os iPhones e iPads passem a funcionar como detectores de elementos perdidos, tornando esta perspectiva bastante mais realista e funcional.

A Apple parece até ter recorrido a uma visualização em realidade aumentada para facilitar a localização dos seus trackers, apresentando balões a flutuar sobre os objectos a localizar.

Penso que foi por altura do lançamento dos TrackR originais, em 2013, que desde logo começamos a apelar que essa funcionalidade de "encontrar" fosse integrada a nível do sistema Android com uma API standard aberta a todos. Passados seis anos, torna-se uma funcionalidade que agora será associada à Apple como sendo uma grande novidade, e que o Android terá que "copiar" daqui por mais um par de anos. E mais uma vez, se fica com o mercado fragmentado, com os Android a descobrirem objectos com trackers genéricos, e os iPhones a descobrirem apenas objectos com trackers da Apple (a não ser que a Apple revelasse que o seu protocolo seria público).


P.S. Fico curioso para saber como irão lidar com a possibilidade de alguém andar com um iPhone apenas à procura de objectos perdidos, mas depois ficando com eles sem os entregar aos donos legítimos.

7 comentários:

  1. Devias ter estudado melhor antes de escrever de forma errônea, a Apple quando anunciou explicou que os iPhones automaticamente poderão e encontrarão estes objectos conectados e também iPhone, iPad e Mac, tudo será feito sem que nenhum iPhone tenha controlo sob o mesmo, e apenas recebemos a localização dos nossos objectos via comunicação de outros dispositivos Apple mas esses dispositivos fazem-no em blackground sem terem acesso ao mesmo. Ninguém poderá procurar dispositivos que não estejam conectados a sua conta iCloud, convém rectificar para não induzir em erro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Then, if another iPhone user comes across the lost item, they will be able to view contact info for the item's owner and contact them by phone or text message."

      Eliminar
    2. Penso que a solução será a mesma que foi apresentada para o macOS Catalina para os Macbooks que funcionaram como trackers e sempre que o mesmo for dado como perdido, se algum equipamento com iOS passar por perto, enviará uma notificação ao proprietário com a sua localização. Não falaram que a pessoa que "encontrou" o macbook perdido, teria acesso a algum tipo de contacto.
      Info retirada do site da Apple para o macOS Catalina.
      "Encontre dispositivos offline
      Com a ajuda de outros utilizadores, vai poder encontrar um dispositivo perdido, mesmo que não esteja ligado a uma rede Wi‑Fi. Quando sinaliza a perda do seu dispositivo, o dispositivo Apple de outro utilizador que estiver por perto deteta o sinal Bluetooth do seu dispositivo e envia-lhe a sua localização. É um processo totalmente anónimo com encriptação integral e que protege a privacidade de todos."

      Eliminar
    3. Na próxima semana já ficaremos a saber. Ambos têm vantagens e desvantagens.
      Estás a imaginar o que saber que alguém passou perto de algo que perdeste, e que podia ter apanhado e contactado a dizer que encontrou; mas em vez disso, ter passado sem reparar, e logo depois ser encontrado por outra pessoa, que o levou e não tem forma de saber quem é o dono?

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Carlos Martins, o iPhone envia a localização, não informa os iPhone de todos, só de quem tem o objecto na sua conta iCloud, isso foi informado na WWDC, ali em inglês não vejo nada a dizer que informa terceiros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo que diz aqui: "Then, if another iPhone user comes across the lost item, they will be able to view contact info for the item's owner and contact them by phone or text message."
      A pessoa que encontra será notificada, e terá direito a ver a informação de contacto do dono do objecto perdido, para lhe telefonar ou enviar mensagem.

      Eliminar

[pub]