2020/06/30

Mac mini ARM já é mais veloz que o Surface Pro X


Quando a Apple revelou oficialmente os seus planos de transição dos CPUs Intel para os seus próprios CPUs ARM, esqueceu-se convenientemente de referir qualquer tipo de comparativo de desempenho - mas agora que o sistema de desenvolvimento está a chegar aos developers, os primeiros benchmarks começam a dar uma ideia do que esperar.

No segmento mobile a Apple já tem demonstrado, ao longo dos anos, que possui alguns dos mais poderosos e eficientes chips ARM no mercado. No entanto, permanecia a incógnita sobre como é que estes chips se comportariam se aplicados aos Macs e ao macOS. Algo que começa a ser respondido pelo sistema de desenvolvimento Developer Transition Kit (DTK), que basicamente é um Mac mini com um CPU A12Z, o mesmo utilizado nos iPads Pro.

Os primeiros benchmarks revelam que, mesmo a correr código x86/64 em modo de emulação, o DTK é desde já mais rápido que o Surface Pro X a correr código ARM nativamente! (Actualização: Afinal o Geekbench estava a correr em modo ARM nativo, mas com um bug que indicava que estava a correr em modo emulado.)



Tendo em conta que se trata de um CPU que se pode considerar "antigo", ainda sem as melhorias implementadas nos A13 e A14, nem tão pouco nenhum CPU da Apple implementado especificamente para Macs, concebido para poder ter maior consumo e dissipação activa - como se espera que venha a ser o caso - as coisas parecem estar muito bem encaminhadas para a Apple nesta transição. Resta saber é como a Intel irá responder, assim como os demais fabricantes. Vai ser um par de anos bastante interessantes em termos dos CPUs tradicionais vs os ARM.

3 comentários:

  1. Ha ai alguma confusao quanto ao que e' nativo ou nao.

    ResponderEliminar
  2. Não me admira mesmo nada. E não é por causa da excelência do Apple que não me admiro, mas sim pela tristeza do Surface Pro. Tenho um da Empresa e chega a ser desesperantemente lento. Só ainda não me livrei dele porque foi dado...

    ResponderEliminar
  3. Se te referes ao SPX não entendo como alguma empresa compra gasta mais de mil euros num dispositivo que só corre Apps 32-bit em extinção ou ARM64 quase inexistentes. Até o meu Surface Go e Go 2 com Core M correm tudo sem limitações e custam uma fração...

    A Apple por outro lado só precisa que adaptem os milhares de Apps dos iPad Pro e já fazem um chip de 10W mega rápido que arrasa a maioria dos chips x86. Logo mais as suas próprias Apps e já está. A Apple sabe integrar tudo bem, a MS tem que conviver com os fabricantes como Intel que só atrasam a vida e cobram caro.

    ResponderEliminar

[pub]