2020/07/24

Android 11 seria o Red Velvet Cake


Com o Android 10 a Google deixou de dar nomes de doces e sobremesas ao seu sistema mobile, mas internamente essa tradição mantém-se, e o Android 11 seria o Red Velvet Cake.

A associação do Android aos doces vem praticamente desde a sua origem, com o Android 1.5 a ter sido designado por Cupcake, em 2009. Essa tradição manteve-se ao longo de uma década até à chegada do Android 10, que surpreendeu os fãs ao ser apresentado pela Google como simplesmente Android 10 e sem qualquer referência a doces começados por Q.

Só que depois foi revelado que internamente o Android 10 continuou a ter um nome de projecto relacionado com doces, "Quince Tart", e que se tivesse optado por manter um nome de doce para o público iria ser chamado de "Queen Cake" - e o mesmo acontece com o Android 11, que internamente foi baptizado de Red Velvet Cake.

Assim sendo, a lista dos nomes das versões do Android passa a ser:
  • Android 1.5 Cupcake
  • Android 1.6 Donut
  • Android 2.0 Eclair
  • Android 2.2 Froyo
  • Android 2.3 Gingerbread
  • Android 3.0 Honeycomb
  • Android 4.0 Ice Cream Sandwich
  • Android 4.1 Jelly Bean
  • Android 4.4 KitKat
  • Android 5.0 Lollipop
  • Android 6.0 Marshmallow
  • Android 7.0 Nougat
  • Android 8.0 Oreo
  • Android 9 Pie
  • Android 10 (internamente Quince Tart / Queen Cake)
  • Android 11 (internamente Red Velvet Cake)

Agora a questão que se coloca é: continuaremos a ter versões numéricas sempre crescentes; ou chegará a um ponto em que isso se comece a tornar ridículo e se considere mudar para algo como o ano de lançamento? Poderia simplificar algumas coisas, mas temo que não seria do agrado da Google nem dos fabricantes tornar ainda mais visível que a maioria dos smartphones Android vinha com sistemas dos anos anteriores.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]