2020/07/15

Apple paga $950M à Samsung por falhar compra de ecrãs OLED


Enquanto a Apple vai dizendo que as vendas de iPhones continuam a superar as expectativas, por outro lado vai ter que pagar quase mil milhões de dólares à Samsung por não ter comprado o volume de ecrãs OLED que estava acordado.

Os ecrãs OLED nos iPhones são um dos componentes críticos em que a Apple ainda está bastante dependente da Samsung (embora já tenha começado a utilizar fabricantes alternativos), e isso explica os acordos "bilionários" entre as duas grandes rivais. No entanto, a Apple não terá conseguido comprar o volume de ecrãs com que se tinha comprometido, e isso resultou no pagamento de uma indemnização de 950 milhões de dólares à Samsung.

Em 2019 a Apple terá vendido cerca de 40 milhões de iPhones, dos quais 70% (28M) terão sido iPhones 11 com ecrãs OLED. Com o ecrã a ter um custo estimado de $65, isso representa um total de mais de 1.8 mil milhões de dólares só para este componente - fazendo com que este pagamento da Apple à Samsung seja o equivalente a cerca de 14 milhões de ecrãs que ficaram por comprar (provavelmente com direito a agravamento por não ter sido cumprido o acordo).

Claro que este é um terreno sensível, pois se por um lado a Apple depende da Samsung até ter algum fornecedor alternativo de ecrãs OLED que garanta um volume de produção com o nível de qualidade desejado, por outro lado a Samsung também agradecerá ter a Apple como o seu maior cliente de ecrãs OLED para smartphones e, como tal, também deverá estar disposta a fazer algumas concessões.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]