2021/09/28

Cabo submarino vai levar energia de Marrocos para o Reino Unido

O Reino Unido vai começar a receber energia de um mega parque solar e eólico em Marrocos, usando cabos submarinos, a partir de 2027.

Muito se tem falado de como seria possível gerar toda a energia necessária usando painéis solares nas regiões desertas do equador, e é precisamente isso que a Xlinks vai começar a fazer. O Xlinks Morocco-UK Power Project vai criar um parque solar e eólico com uma área de 1500 km2, que poderá produzir 10.5 GW de energia - suficiente para satisfazer 8% do consumo eléctrico no Reino Unido e alimentar 7 milhões de casas.

Em vez de recorrer a rede eléctrica existente, esta energia será enviada directamente para o Reino Unido usando cabos submarinos, que se tornarão nos cabos submarinos mais compridos para transporte de energia, com 3800 km de comprimento e capazes de fornecer (cada um) 1.8 GW de corrente contínua de alta tensão.

A instalação dos painéis solares em Marrocos oferece vantagens inegáveis face à sua instalação no Reino Unido, permitindo o triplo da produção do que teriam em Inglaterra, e garante uma exposição solar de mais de 10 horas por dia mesmo no mais curto dia de Inverno. Vantagens que a longo prazo tornam o sistema atractivo, mesmo tendo em conta o custo adicional dos cabos submarinos de alta-voltagem.

6 comentários:

  1. Qual será a percentagem de energia que se perde devido à colossal distância que separa os dois países?

    E tendo em vista que (presumo eu) o cabo passará ao largo de Portugal, qual será o valor da taxa de ocupação do domínio público português que nos será devido?

    ResponderEliminar
  2. E se aquilo descarna quando um gajo tiver a banhos😂😂😂😂

    ResponderEliminar
  3. 1500km2 de area , isso equivale a um circulo de 43,7km cheio de paineis solares!
    Embora tecnicamente possivel eu nao acredito que isso venho a ser realidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Algum número está errado.. 1500 km² é imenso mesmo. Assumindo uma eficiência dos paineis de 20% e que estes ocupariam 80% desses espaço todo, o sistema teria uma potência total máxima na ordem dos 240 GW!

      Aliás, o Reino Unido já tem uma capacidade de 13,4 GW e de certeza que não ocupa 1500 km².

      Eliminar
  4. Quando os pescadores apanharem as sardinhas, elas já vêm assadas tal vai ser a energia que vai passar ao largo de Portugal. Para não falar de outros problemas mal conhecidos derivados do efeito magnético da corrente.

    ResponderEliminar
  5. Para percorrer uma distância tao grande com o mínimo de perdas vai ter de usar muito alta tensão, e isto debaixo de água salgada devem ter que usar um isolamento muito bom... Ou seja deve ser uma secção bem avantajada.. com 3000km disto mergulhado dentro da água lá vai subir o nível médio da água do mar :P
    Tb podem injetar 230v e receber apenas 5v para carregar smartphones :P
    Mas será que os cabos vão estar próximos debaixo de água? É que uma ligeira fuga com problemas de isamemto pode gritar tudo o que esteja entre os 2 cabos... Dando tb um bocado de oxigénio e hidrogênio às mistura ;)

    ResponderEliminar

[pub]