2022/10/26

Japoneses relutantes em aceitar identificação digital

O Japão está a ameaçar com a perda do acesso ao sistema de saúde se os cidadãos não aderirem à identificação digital.

Japão, a terra do sol nascente, país associado à alta tecnologia e visto como um exemplo na adopção de coisas futuristas. E, no entanto, há aspectos em que parece ficar atrás de outros países e, talvez ainda mais significativo, sem vontade de os acompanhar. É precisamente isso que se passa com o novo sistema de identificação digital de saúde, que apesar de ter sido lançado em 2016, conta com fraca adesão dos cidadão.

Os novos cartões digitais, com chip e foto da pessoa, serão obrigatórios a partir de 2024, altura em que serão abandonados os cartões antigos. No entanto, os japoneses continuam bastante desconfiados, achando que o novo sistema os deixará mais expostos a potenciais roubos de dados e à invasão da sua privacidade.

Poderia pensar-se que num país onde é comum usar-se o smartphone como "bilhete" nos transportes públicos estaria mais receptivo a este tipo de transição. Por outro lado, há que relembrar que o Japão é um país de extremos, e que se nalgumas coisas é um bom exemplo na adopção das novas tecnologias, por outro lado também parece agarrar-se ao passado, por exemplo, com o uso de máquinas de fax a ser algo ainda comum. Dito isto, e tendo em conta os abusos que se vão cometendo à custa da recolha de dados dos cidadãos, não se podem simplesmente descartar as suas preocupações, especialmente tendo em conta que qualquer potencial exposição ou roubo de dados é algo que perdurará "para sempre" e não poderá ser revertido.

2 comentários:

  1. Com notícias praticamente diárias de furtos de dados pessoais desde um pouco por todo o lado... é difícil argumentar que os japoneses estão a ser paranoicos ao terem receio que esta mudança ainda os deixe mais vulneráveis do que já estão.
    O governo precisa de se lembrar que trabalha para os cidadãos, que são empregados do povo, estão ali para cumprir a vontade do povo, mesmo que seja a errada na perspectiva dos governantes, já que no final do dia o povo é o patrão e os governantes o empregado... pelo menos em sistemas democráticos é assim que funciona. Existem outros sistemas políticos onde o povo é um mero escravo que só permitem que exista porque as máquinas ainda não fazem tudo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é paranoia, os Japoneses sempre foram muito adversos a mudança.
      Por isso é que usar Fax ainda é uma coisa diária em 99% das empresas, usar disquetes ainda se vê bastante , documentação é toda em papel, ainda usam o mesmo sistema de assinatura ridícula (carimbo pessoal) que já usavam há 1000 anos atrás, pagar com cartão na maior parte do país é impossível, incluindo muitos sítios em Tokyo, e maior parte dos sitios onde já dá foi uma mudança recente em grande parte trazida pelos jogos olímpicos para tentar facilitar a vida aos turistas (que depois acabaram por nem poder ir), isso e sinais em inglês.
      Qualquer tipo de mudança no Japão trás sempre muito atrito.

      Eliminar

[pub]