2015/12/19

Missão da NASA terá que aterrar em Europa


A NASA tem tido boas notícias neste final de ano de 2015, mas entre as prendas inesperadas surge também a exigência de que a missão que vai explorar Europa terá obrigatoriamente que incluir um módulo de aterragem.

O Congresso dos EUA deu uma excelente prenda de Natal à NASA, atribuindo-lhe (surpreendentemente) um orçamento de 19.2 mil milhões de dólares, 700 milhões acima daquilo que tinha sido pedido, e que permitirá "fazer tudo aquilo que a NASA queria fazer". Mas, esta prenda vem também acompanhada com alguns requisitos que irão dar algumas dores de cabeça aos cientistas, como a exigência de que a missão que irá explorar Europa - a lua de Júpiter - terá que levar um módulo de aterragem.

Alguns cientistas da NASA não estão muito receptivos a esta exigência, considerando que seria mais adequado que tal módulo fosse enviado numa segunda missão, depois da na primeira missão se obter maior quantidade de dados com uma sonda orbital; mas agora não haverá muito que possam fazer, pois ficam "obrigados" a esse compromisso de forma a cumprirem com o orçamento disponibilizado.

Mas, há também outros cientistas e astrofísicos que acreditam estar à altura da tarefa e que estão com confiança de que conseguirão fazer aterrar uma sonda nesta misteriosa lua de Júpiter e dar-nos uma visão mais aproximada das suas erupções de vapor de água (se tal se vier a confirmar).

A missão tem lançamento agendado para 2022, o que não dá muito tempo em termos "espaciais" para que todos cheguem a acordo.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]