2016/01/31

BMW mostra i8 sem espelhos retrovisores


Os espelhos retrovisores têm-se mantido inalterados ao longo de quase um século de evolução automóvel, mas a BMW prepara-se para colocar um ponto final nessa tradição, trocando-os por câmaras e ecrãs.

A BMW não é o único fabricante de automóveis que quer reinventar os espelhos retrovisores (lembram-se do espelho inteligente da Nissan?) e diz-nos que isso poderá ocorrer antes do final da década. Por agora, tudo o que temos é um protótipo que foi exibido no CES em Las Vegas, e que nos mostra como poderia ser um BMW i8 sem espelhos retrovisores convencionais.

Neste caso, os espelhos são trocados por câmaras, que ficam posicionados nos mesmos locais onde estariam colocados os espelhos laterais, e também no vidro traseiro. A opção de manter suportes laterais para as câmaras - embora muito mais esguios, com impacto aerodinâmico praticamente nulo - prende-se com o facto de intuitivamente a maioria dos condutores ainda ter tendência para olhar para esses locais ao conduzir - e por isso é aí que são também colocados os indicadores de alerta no caso de haver veículos nas proximidades quando sinalizamos a mudança de faixa ou uma viragem.


Quanto ao resultado das câmaras, isso é apresentado num ecrã que ocupa o lugar do espelho interior, e que recorre à magia do processamento digital para combinar as imagens das múltiplas câmaras e apresentar uma única imagem panorâmica do que se passa na parte traseira e lateral do automóvel.  O sistema consegue até ajustar ligeiramente a área que mais interessa ver, em função do sítio para onde estamos a virar (ou sinalizar); e ao contrário do que acontece com um espelho convencional, apenas ajustado para o condutor, permite que todos os passageiros consigam também ter uma melhor percepção do que se passa em redor do carro (facilitando, por exemplo, as manobras de abertura da porta para sair do veículo).

Vamos lá ver se isto chega ao mercado antes de deixar de ser necessário... ;)

2 comentários:

  1. O protótipo original do Model X também tinha câmaras em vez de espelhos mas a versão final não tem porque a legislação não o permite.
    https://www.youtube.com/watch?v=mURbzh9t0_0

    ResponderEliminar
  2. A questão importante será a relação custo/beneficio de tal sistema. Não será um espelho normal suficiente para a função?

    ResponderEliminar

[pub]