2016/02/19

Apple lança novo plano de troca de iPhones a prestações


Com o mercado a ficar completamente saturado a Apple tem que ajustar as suas tácticas, e um dos alvos são os actuais clientes com iPhones antigos, que agora têm mais uma modalidade para poderem passar para um iPhone mais recente.

No lançamento dos iPhones 6S a Apple revelou o iPhone Upgrade Program, que permite que os clientes comprem um iPhone em 24 prestações, com a opção de anualmente o irem trocando por um novo iPhone (e prolongando os pagamentos); agora, vira as suas atenções para os que já têm iPhones e estejam interessados em trocar para o mais recente, e com pagamentos facilitados em prestações.

A Apple já tinha um programa de retoma de iPhones, que abatia até $350 na entrega de um iPhone antigo na compra de um iPhone novo; mas agora tenta aliciar os clientes com a perspectiva de pagamentos mais reduzidos, de apenas 15 a 35 dólares por mês. A mensalidade consiste no valor de venda do novo iPhone, menos o valor de retoma (que varia em função do modelo - e também contempla a entrega de smartphones que não sejam iPhones), dividido em 24 prestações sem juros.

Os valores de retoma variam entre os $100 para um iPhone 4/4S e $350 para um iPhone 6 Plus, sendo que, de uma forma algo injusta, é irrelevante qual a capacidade do mesmo (quer seja um iPhone 4 de 8GB, ou um 4S de 32GB, o valor de retoma será o mesmo; tal como o será para um iPhone 6 de 16 ou 128GB). Em muitos casos será mais vantajoso vender o iPhone usado, mas este plano, tal como o programa de upgrades, será vocacionado para aqueles clientes que não se querem "chatear" com essas questões e preferem que fique tudo tratado dentro de uma loja da Apple, sem potenciais imprevistos.

Ter em conta que nesta modalidade não se tem a possibilidade de fazer a actualização de iPhone até que o mesmo esteja completamente pago, nem inclui o serviço AppleCare+, como acontece com o plano do iPhone Upgrade - e tal como este, também é uma modalidade que apenas está disponível nos EUA.


Com o mercado cada vez mais saturado, será essencial que os fabricantes se voltem para programas deste tipo para tentarem manter uma renovação regular de dispositivos em vez de, como acontecerá cada vez mais, se mantenham com os seus smartphones durante cada vez mais tempo (longe vão os tempos em que a cada ano um novo modelo representava melhorias significativas face ao modelo do ano anterior; sendo que agora as melhorias existem... mas vão sendo cada vez menos atractivas no factor custo/benefício face ao modelo anterior.)

2 comentários:

  1. O que interessa esta notícia? O abertoatedemadrugada tem muitos leitores nos EUA?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Interessa para mostrar as tendências actuais; e que será uma questão de tempo até que cá cheguem.

      Eliminar

[pub]