2016/02/17

Backblaze partilha novo relatório sobre fiabilidade dos discos rígidos


A Backblaze é uma empresa de backups ilimitados na cloud, e que regularmente partilha os dados que vai recolhendo sobre a fiabilidade dos discos rígidos que utiliza nos seus storage pods; e já tem dados sobre o comportamento dos discos em 2015.

Perguntar as opiniões sobre os discos mais recomendados a alguém que já tenha comprado uma dúzia de discos é bom, mas facilmente se percebe que alguém que tenha mais de 56 mil discos em funcionamento quase constante possa ter dados um pouco mais relevantes. Para os últimos resultados, há algumas boas notícias, como o facto dos discos Seagate, que tantos problemas deram nas versões de 1.5TB e 3TB, terem sido substituídos por versões de 4 e 6TB que se têm aguentado muito melhor.



Ainda assim, a marca de referência continua a ser a HGST, que se destaca de todas as outras por ter discos com taxa de falhas bastante inferior a todas as restantes. E não deixará de ser caricato que a HGST agora pertença à WD, que tem uma taxa de falhas bastante superior (pelo que a WD fica na melhor e pior posição neste estudo.)

Infelizmente, os discos da HGST não são simples de arranjar, e os modelos acessíveis têm dado lugar a séries mais orientadas para o mercado profissional e com custo bastante mais elevado. (A Backblaze aposta na técnica de usar "muitos mas baratos", preferindo confiar em discos a mais para manter a redundância e segurança dos dados, em vez de confiar em discos "profissionais" com custo mais elevado.) Quanto aos discos de 6 e 8TB, sobre os quais também há muita curiosidade, a Backblaze não tem ainda muitos dados, pois está a usá-los ainda de forma experimental e em volume reduzido. O seu custo faz com que o preço por TB ainda seja muito superior aos dos discos de 4TB.


Para os utilizadores domésticos, a escolha parece ser simples: escolher discos HGST sempre que possível; e não esquecer de ter os backups em dia, quer seja utilizando o serviço ilmitado da Backblaze ($50/ano) ou qualquer outro método. O importante é fazerem-no antes de se arrependerem de não o ter feito!

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]